Após notificação de irregularidade, construção é demolida pela Prefeitura em residencial do ‘Minha Casa, Minha Vida’ em Petrolina

1
Construção irregular no Residencial Brasil é demolida pela Prefeitura. (Foto: Divulgação)

Equipes da Prefeitura de Petrolina demoliram uma construção irregular na no Residencial Brasil, do ‘Minha Casa, Minha Vida’, zona oeste da cidade, ontem (28). A edificação, erguida no recuo da esquina das ruas E e D, consistia numa ampliação de uma moradia, incluindo espaço para garagem, em completa desconformidade com o projeto original do condomínio. Além disso, segundo a Prefeitura, não possuía o devido licenciamento junto à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) e estava localizada numa área de convivência comum do empreendimento residencial. Mesmo sendo notificada sobre a irregularidade na semana passada, a moradora deu continuidade à obra.

Construção irregular no Residencial Brasil é demolida pela Prefeitura. (Foto: Divulgação)

Diante do não cumprimento da paralisação do serviço e demolição da obra irregular, coube às equipes da Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas e da Secretaria-executiva de Serviços Públicos da SEDURBS destruir a construção que traria prejuízos significativos aos moradores. A ação, que durou pouco mais de duas horas, contou com toda a logística de segurança necessária, oferecida pela Guarda Civil Municipal (GCM). Cerca de 25 profissionais estiveram envolvidos na iniciativa, além de uma máquina retroescavadeira.

De acordo com o Diretor de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas, Cícero Dirceu da Silva, a medida visa garantir a mobilidade urbana no residencial. “O empreendimento possui espaços destinados à áreas comuns nas proximidades de cada prédio. Além disso, uma construção diferente do que está previsto no projeto pode colocar em risco a estrutura dos edifícios. Se todos quisessem construir de qualquer maneira, sem seguir os padrões estabelecidos, imagine como seria? Certamente um caos, e é exatamente isso que queremos evitar a fim de garantir o bem-estar dos moradores“, destaca Cícero.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome