Após fugir, pedreiro acusado de ter estuprado e matado a cunhada em Juazeiro é preso em Feira de Santana

0

wellingtonO pedreiro Wellington da Cruz Bispo, de 31 anos, suspeito de estuprar, matar e ocultar o corpo da cunhada Arlene Costa Borges, de 21, no bairro Tabuleiro, em Juazeiro (BA), foi preso na quarta-feira (9) em Feira de Santana (BA).

Wellington já havia sido preso pelo crime em novembro do ano passado, mas foi liberado da cadeia após decisão da justiça. Depois, quando mais uma vez teve a prisão decretada, fugiu da cidade.

Segundo o delegado João Uzzum, titular da 1ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Feira de Santana), ele foi localizado na casa de um irmão, no bairro de George Américo, em Feira.

O pedreiro foi levado para o Presídio Regional de Feira de Santana. “A gente já comunicou à Justiça de Juazeiro sobre a prisão dele e eles vão determinar se Wellington será levado para lá ou não“, disse Uzzum.

Crime

Leninha_516x469O corpo de Arlene Costa Borges, que trabalhava como garçonete e ficou desaparecida por dois meses, foi encontrado enterrado no banheiro de uma residência em construção. A vítima foi morta com vários golpes de marreta.

O delegado Reginaldo César disse à época que a polícia chegou até o suspeito após a quebra do sigilo telefônico dele. O suspeito era companheiro da irmã da vítima. Ele foi preso a primeira vez em Senhor do Bonfim, norte do Estado, quando tentava fugir para Feira de Santana.

Em depoimento à polícia, o pedreiro confessou o crime. Segundo o delegado, Wellington disse que Arlene tinha conhecimento sobre um amante da irmã. O pedreiro deverá responder por estupro, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Se condenado, pode pegar até 40 anos de prisão. (fonte: G1/fotos: reprodução TV Bahia e divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome