Alvo de especulações sobre possível cassação, vereador de Casa Nova se diz “tranquilo”

por Carlos Britto // 26 de agosto de 2021 às 21:05

Foto: divulgação

Alvo de especulações na imprensa regional sobe um possível processo de cassação por conta de uma suposta candidatura ‘laranja’ nas eleições 2020, o vereador Pinto Filho (PDT), de Casa Nova, no norte da Bahia, argumentou a este Blog que seu caso é completamente diferente do que ocorreu em Remanso (BA), na mesma região, e em Petrolina. Segundo ele, não houve candidatura laranja e sim uma desistência, causada por problemas de saúde da mãe da candidata do PDT, Leda (Maria Rosileide), registrada sob o nº 12.099.

A candidata desistiu da disputa porque sua mãe teve agravamento de problemas de saúde já existentes, inclusive chegando a ser internada durante o período eleitoral, conforme documentos que estão nas defesas”, explicou.  Leda não obteve nenhum voto no pleito.

Pinto Filho reclama que as matérias jornalísticas sobre o assunto “foram feitas por pessoas que querem a qualquer custo me prejudicar politicamente e lá contém várias informações inverídicas”, desabafa.

Ele reafirmou estar tranquilo e que os processos (um colocado pelo ex-vereador Vanderlim, e não pelo MP, como está numa matéria, e o outro pelo PSB de Casa Nova, do qual é filiado o prefeito Wilker Torres) não irão levar à cassação dos candidatos, suplentes e do vereador do PDT.

Alvo de especulações sobre possível cassação, vereador de Casa Nova se diz “tranquilo”

  1. Ricardo Braga disse:

    Já era o mandato de Pintinho. A candidata era presidente do PDT e mesmo a mãe doente deveria ter pelo menos o próprio voto. Nem isso. O Entendimento da nova juíza deve ser o mesmo dos juízes de Petrolina e Remanso. Sinto por ele, pois a trambicagem foi feita pelo então Vereador Alex de Santana, esposa de Leda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *