Agrovale vai contribuir com repovoamento da flora nativa da Caatinga

por Carlos Britto // 01 de agosto de 2022 às 17:58

Foto: CLAS Mk/divulgação

A Brigada de Combate a Incêndios da Agrovale ajudou a apagar três incêndios de grandes proporções que destruiram, no último final de semana, vastas áreas de vegetação de Caatinga nos municípios de Juazeiro e Sobradinho, no norte baiano.

As chamas começaram na quinta-feira (28), nas localidades de Lagoa do Boi e Angico, distrito de Pinhões, e no Campo dos Cavalos (Salitre), zona rural de Juazeiro. No mesmo dia, as equipes do 9° Grupamento de Bombeiros Militar de Juazeiro (9º GBM) e da Agrovale também se deslocaram até a zona rural do município de Sobradinho, onde ajudaram a debelar o fogo que já desesperava os moradores.

Mas, tendo em vista a grande quantidade de focos em lugares distantes, íngremes e de difícil acesso, onde as viaturas de grande porte não podiam alcançar, o fogo persistiu até o final da tarde de domingo (31/07), em localidades como o Campo dos Cavalos. Na manhã desta segunda-feira (1), a situação já estava controlada e sob monitoramento.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Major Eminelvino da Fonseca Soares Neto, durante o combate aos incêndios não foram registrados acidentes nem feridos.

Repovoamento 

De acordo com o departamento de Meio Ambiente da Agrovale, a empresa vai começar, já nesta semana, um plano de recuperação ecológica destas áreas, junto às comunidades, através do repovoamento de plantas nativas da Caatinga – a exemplo de umbuzeiro, ingazeiro, ipê, jatobá e umburana.

 “Preservar a caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, é uma das formas de proteger valores ecológicos, e também econômicos, únicos e endêmicos. Integrando ações que visem ao equilíbrio entre preservação ambiental e geração de renda, objetivando a construção de um desenvolvimento sustentável para o bem estar e a permanência das comunidades rurais e dos povos originários desse ecossistema“, explicou a coordenadora de Meio Ambiente da Agrovale, Thaisi Tavares.

Agrovale vai contribuir com repovoamento da flora nativa da Caatinga

  1. DANILO MORORO disse:

    Enquanto isso a palha de cana queimada pela AGROVALE continua sujando as residências de Juazeiro e Petrolina. Alô MPPE (Ministério Público de Pernambuco) e MPBA (Ministério Público da Bahia)!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.