Agricultores familiares de municípios do Território Sertão do São Francisco poderão vender produtos direto para escolas estaduais

por Carlos Britto // 17 de julho de 2015 às 15:33

agricultura familiarCerca de 20 empreendimentos de municípios do Território Sertão do São Francisco participaram de uma reunião na quinta-feira (16) com representantes da Secretaria de Educação da Bahia para conhecer uma nova forma de fornecer produtos da Agricultura Familiar para escolas da rede estadual.

Frutas, polpas, sucos, doces, sequilhos, legumes, hortaliças, derivados do peixe, carnes, entre outros produtos, poderão ser entregues diretamente nas escolas pelos empreendimentos ou agricultores individuais credenciados na Secretaria de Educação da Bahia. Para se credenciar é preciso entregar documentação na secretaria. Após habilitados os empreendimentos ficam aptos a fornecer os produtos conforme a demanda apresentada pelas escolas à Secretaria de Educação, através da Superintendência de Organização da Rede Escolar e da Coordenação de Alimentação Escolar.

Tal iniciativa faz parte do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e facilita o acesso dos agricultores familiares a esta modalidade de comercialização. “Uma vez que o sistema de credenciamento não tem concorrência, todas as pessoas inscritas tem a oportunidade de comercializar. Todas as associações, cooperativas, que estão credenciadas, são convocadas para fornecer”, destaca Amanda Andrade, coordenadora de Alimentação Escolar na Bahia.

O valor pago pelo governo às entidades e pessoas credenciadas já inclui a taxa de entrega dos produtos, os quais são indicados no credenciamento e entregues para as escolas nos municípios também apontadas pelos fornecedores. (fonte: IRPAA/foto:reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *