Acúmulo de lixo e falta de segurança na Rodoviária de Petrolina voltam a ser alvo de críticas

2

rodoviária petrolinaMais um comunitário insatisfeito chama a atenção das autoridades para a situação da Rodoviária de Petrolina. Dessa vez, a reclamação é de João Araújo, que enviou fotos reiterando a insatisfação de outros frequentadores do Terminal. Ele reclama do acúmulo de lixo e da falta de segurança no local.

Confiram seu desabafo:

Essa é a situação da Rodoviária de Petrolina: o lixo tomando de conta. e o pior é que não tem segurança alguma há muitos anos. Desde quando a empresa terceirizada assumiu o terminal, foi retirada a segurança que tinha no local e, pasmem os senhores, dentro do terminal têm três caixas eletrônicos 24 horas, lojas e guichês das empresas, ficando tudo isso exposto às ações de marginais que rodam o terminal rodovidário 24 horas por dia.

João Araújo/Comunitário

2 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza dá até medo de ir nessa rodoviária pois além da imundice dentro e fora, a marginalidade tomou conta de tudo por lá, são bebados, traficantes e pedintes (que as vezes não sabemos se é ou se é assaltante), tá terrível, é mais vantagem se possivel for descer ou pegar em Juazeiro(não é lá grandes coisas) mas tá muito mas muito melhor que Petrolina. Só o que incomoda em Juazeiro são as muriçocas…

  2. O local está mesmo entregue à violência e à imundície, além de uma iluminação precária que contribui para diversos riscos. Esse é o nosso “cartão postal”. Algumas vezes já passei pelo local, principalmente quando à noite a ação de viciados em drogas e em álcool, quando não constrangedora é intimidadora. Já presenciei conflitos violentos entre os pedintes, onde num deles resultou em traumatismo craniano, mas uma ação rápida dos Bombeiros que socorreram a vítima e prenderam o agressor foi decisiva, e que felizmente naquele mesmo momento passava um veículo da polícia civil que conduziu o criminoso para a delegacia. Enfim, o descaso é total, os cidadãos usuários do terminal (passageiros, acompanhantes, taxistas, comerciantes locais e moradores vizinhos), ficam lançados à própria sorte, à mercê dessa situação VERGONHOSA. Cadê dos gestores públicos “responsáveis” eleitos ou designados para cuidar da pessoas e do patrimônio público?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome