Aborrecida com serviço da Compesa, comunitária da Cohab VI solta o verbo

3

Uma moradora da Cohab VI, na zona oeste de Petrolina, que prefere o anonimato, perdeu a paciência com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) após um serviço de manutenção no bairro. Sem meias palavras, ela soltou o verbo.

Confiram seu desabafo:

A avenida principal da Cohab VI está intransitável. Depois de uma manutenção realizada no bairro, a Compesa deixou ao relento os paralelepípedos e os buracos na principal rua do referido local.

Não bastasse a obra incômoda, o mau cheiro, e todos os infortúnios ocasionados, a Companhia de água e esgoto deixou a situação sem nenhum reparo, nem mesmo temporário.

Ora, até quando os petrolinenses terão que lidar com tamanho descaso?

Além de tudo, apesar das dificuldades, é possível transitar, ainda que com mais cuidado. Porém, os populares fecharam a rua, sem nenhuma autorização da AMMPLA, o que tem dificultado o acesso dos pedestres no referido local, pois além do dano ocasionado pela Compesa e da rua fechada para os veículos, as motos estão passando em alta velocidade pela calçada.

Assim, dificultam o acesso dos pedestres ao supermercado, academia e dos restaurantes da área, em pleno período de pandemia – período que mais precisamos de circulação de renda no país.

Moradora da Cohab VI

3 COMENTÁRIOS

  1. A prefeitura tem q criar um departamento , pra fazer esses reparos abandonado pela Compesa , de imediato , E cobrar a fatura da Compesa com multas altas , pra vê se essa companhia aprende a respeitar a população .

  2. Fico triste porquê não tem nenhum órgão competente para cobra uma posição dessa empresa chamada compesa, lembrando que na outra entrada do bairro tem um esgoto que ninguém resolve o problema, pense nos técnicos bosta, igual o que tá rolando na avenida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome