9ª edição do Aldeia Vale Dançar continua nesta terça com apresentação de renomado bailarino paulista

0

eduardo bailarino

A 9ª edição do Festival de Dança do Vale do São Francisco (Aldeia Vale Dançar) tem continuidade logo mais, às 20h, no Teatro Dona Amélia, Sesc Petrolina, com a apresentação do renomado bailarino paulista Eduardo Fukushima. Ele brindará o público com uma performance construída a partir de gestos e intenções que pergunta em linguagem corporal: como Superar o Grande Cansaço?

O festival, que começou no último dia 11 e vai até o dia 30, traz ainda hoje, no Palco alternativo do Sesc Petrolina, às 21h, o grupo – também de São Paulo – Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira com o espetáculo ‘Estado Imediato’. Já na Praça Dom Malan, Flávia Pinheiro (Recife-PE) e a atração internacional do argentino Leandro Olivan (Buenos Aires) se apresentam na quinta-feira (28) às 17h, e na sexta (29) às 10h e às 17h, com a intervenção urbana Contato Sonoro.

Desdobramento do Palco Giratório – projeto do Departamento Nacional do Sesc – a 9ª edição da Aldeia Vale Dançar apresenta ainda na quinta, às 20h, no Teatro Dona Amélia, o espetáculo ‘Espécie’, com Rodrigo Cunha (de Goiânia-GO). Nesta mesma noite, vindos de Surubim (PE), André Chaves e Karla Yananara mostram, às 21h, no Palco Alternativo, o espetáculo ‘Cabimente’.

E no sábado (30), durante o OverDança (12 horas de programação) a dupla Rodrigo Cruz e Rodrigo Cunha, de Goiânia (GO) apresenta, às 19h, no Teatro Dona Amélia, o espetáculo ‘Dúplice’ – um diálogo corporal cênico e sonoro. Às 20h, no Ginásio de Esportes, o público poderá conferir Eduardo Fukushima com o espetáculo ‘Homem Torto’. Uma hora depois, todos são convidados ao Palco Alternativo, onde Flávia Pinheiro mostra a performance ‘Diafragma: Dispositivo Versão Beta’. No Teatro Dona Amélia, a atração das 22h será o grupo Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira, com ‘Delírio’. A Cia Corpo Único (Diadema-SP) apresenta às 21h30 na Sala de Dança o espetáculo ‘Ser Híbrido’, inspirado na obra “Orlando” de Virginia Woolf.

Intercâmbio

Fechando a participação dos grupos visitantes, o OverDança oferece às 24h no Salão o show com Jaloo (São Paulo-SP) apresentando seu primeiro álbum com música pop, eletrônica e experimental.

De acordo com o supervisor de Cultura do Sesc Petrolina, Jailson Lima, esta edição – além de proporcionar um encontro entre todas as tribos da linguagem – vem permitindo um intercâmbio de trabalhos entre os grupos visitantes e os artistas locais. “O Festival homenageia os 10 anos da Cia Balançarte e destaca também espetáculos de companhias da região, a exemplo do Coletivo Trippé, Cia Casa de Orates, Qualquer Um Dos 2 Cia de Dança, Confraria 27, Cia de Dança Canuto, Coletivo incomum de Dança, Coletivo Experiment’ai, Vintage Coletivo de Dança e Cia de Dança do Sesc Petrolina”.

Entre as atrações desta edição, a Aldeia Vale Dançar inclui ainda oficinas, cortejo Dançando na Rua, exposições, Mostra Pedagógica, Mostra de Solos, Duos e Trios, Encontro Clássico de Dança, Festival de Coreografias, Seminário Pensamentos de um Corpo que Dança e a Mostra de Cinema Paisagens Coreográficas Contemporâneas, com cinedanças francesas.

Serviço

Espetáculos Teatro Dona Amélia: R$ 2 (comerciário), R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira).

Oficinas: R$ 10 (comerciário), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira).

Demais ações: Entrada Gratuita

Endereços

Teatro Dona Amélia Sesc Petrolina (Rua Pacífico da Luz, 618, Centro)

Cineteatro do CEU das Águas (Rua do Tamarindo, s/n°, Bairro Rio Corrente)

Palco do Bambuzinho (Avenida Souza Filho, s/n°, Centro)

Outras informações através dos telefones (87) 3866-7474 e 3866-7454, e no endereço: Rua Pacífico Da Luz, 618 (Sesc Petrolina). Com a colaboração da CLAS Comunicação/para o Blog. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

quatro × 1 =