Petrolina entre as cidades mais violentas de Pernambuco

Principal cidade do Sertão, Petrolina é a única da região a integrar o ranking das mais violentas de Pernambuco. A cidade aparece na 12ª colocação no Estado. A liderança é do Recife. O ranking foi divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) esta semana. Ao todo foram 658 assassinatos no último ano na capital. Em seguida está Jaboatão dos Guararapes (também na Região Metropolitana), com 371 homicídios, e Caruaru (no Agreste), que registrou 225 mortes.

Já em relação à taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes, a liderança foi do município do Cabo de Santo Agostinho. O índice é de 73,83 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Vale lembrar que a ONU preconiza como “aceitável” um índice de até 10 mortes para cada 100 mil habitantes.

Os dados fazem parte do estudo “Conjuntura Criminal de Pernambuco”, produzido desde a criação do programa de segurança Pacto pela Vida.

Confira ranking:

1 – Cabo de Santo Agostinho – 73,83

2 – Caruaru – 62,85

3 – Vitória de Santo Antão – 61,94

4 – Igarassu – 54,40

5 – Jaboatão dos Guararapes – 54,14

6 – São Lourenço da Mata – 48,57

7 – Camaragibe – 46,52

8 – Olinda – 44,72

9 – Recife – 40,9

10 – Paulista – 37,74

11 – Garanhuns – 37,28

12 – Petrolina – 34,8

*taxa calculada para cada 100 mil habitantes (Fonte: JC Online)

SDS e PCPE apresentam números de combate a assaltos e explosões em bancos e caixas eletrônicos

Para combater roubos e furtos a instituições financeiras em Pernambuco, a Secretaria de Defesa Social (SDS) irá adotar medias mais duras para barrar as investidas de assaltantes que explodem caixas eletrônicos no Estado. Conforme o novo plano, a Polícia Civil tem feito a parte dela quanto à investigação, inclusive com investimentos no setor de inteligência para punir tais ações criminosas, contatos e trocas de informações com as Polícias e instituições parceiras de outros Estados .

Inicialmente foi ampliada a estrutura com uso de três helicópteros e o número de equipes direcionadas a estas investigações, passando em novembro de 2016 de três para sete, de forma a cobrir todo Estado com equipes fixas no Sertão e Agreste, onde antes não havia. De acordo com a SDS, só na primeira quinzena de janeiro de 2017 foram presos seis criminosos envolvidos em roubo a bancos.

Em 2016, no período de janeiro a dezembro, a Força-tarefa de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto da Polícia Civil nas instituições financeiras conseguiu desarticular 15 quadrilhas, com a prisão de 110 criminosos envolvidos em três ações com maçarico, três com explosivos, sete por roubo a banco, um por assalto a carro-forte e 1 por ‘pescaria’.

No mesmo período, também foram indiciados 322 envolvidos  e encaminhados à Justiça 102 inquéritos com autoria definida. Além disso foram 101 ações com uso de explosivos, sendo contabilizados os arrombamentos a caixas eletrônicos, cofres e baterias – 68 consumados e 33 tentados. A PCPE também tem mantido reunião com os bancos para recomendar que os mesmos possam adotar uma estrutura de segurança adequada para inibir a ação das quadrilhas especializadas.

ROCROP

No âmbito da Polícia Militar, uma das ações foi a reestruturação da Radiopatrulha com o reforço no policiamento através da reativação das equipes das Rondas Ostensivas Roberto Pessoa (ROCROP), além de um reforço no policiamento com motos com emprego da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam). No interior, o BEPI (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior) está sendo reestruturado com policiais de elite, treinamento e armamento de grosso calibre para combater essas quadrilhas. Nesta segunda-feira (23) a PCPE estará apresentando preso envolvido em receptação e suspeito de envolvimento com roubo a banco. Enquanto a Radiopatrulha, que recentemente recebeu armamento pesado e munições, receberá  agora também viaturas e reforço no efetivo especializado para as equipes ROCROP.

Pernambuco registra maior número de assassinatos da história do Pacto pela Vida, diz jornal

Reportagem do Jornal do Commercio revela que o número de assassinatos em Pernambuco é o maior desde o início do programa Pacto pela Vida, em maio de 2007. Segundo levantamento preliminar, o estado registrou pelo menos 415 assassinatos somente no mês de outubro. É o pior resultado em quase dez anos.

Nos próximos dias, começa a consolidação nos números e, conforme o jornal, o resultado pode ser mais negativo. Isso porque, somente na madrugada de ontem (31/10), sete adolescentes foram mortos dentro da Funase de Caruaru, no Agreste pernambucano. No total, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), mais de 3,5 mil pessoas foram mortas neste ano. (foto/arquivo Blog)

Expectativas aguardadas

angelo-fernandes-gioiaHá pouco mais de duas semanas à frente da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, Ângelo Fernandes Gioia já percebeu o desafio que terá pela frente, após o anúncio dos delegados de que não darão mais plantões (entre as 18h e 6h). Gioia deverá percorrer em breve o Estado. Vem ver de perto o cenário delicado das duas Polícias, especialmente a Civil.

Em Petrolina, as expectativas em torno da vinda do atual secretário são grandes. A reivindicação dos policiais civis por melhorias na carreira e nas condições de trabalho já atravessaram os dois governos de Eduardo Campos e já está no terceiro – do sucessor dele, Paulo Câmara. (foto/arquivo reprodução)

Sem delegados plantonistas, investigações de homicídios estão ameaçadas em Pernambuco

A crise da segurança pública em Pernambuco deve piorar. É que os delegados da Polícia Civil comunicaram oficialmente à Secretaria de Defesa Social (SDS) que não vão mais realizar plantões extras no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Com isso as investigações de assassinatos nos horários de plantões (entre 18h e 6h) estão ameaçadas.

Somente neste ano Pernambuco já registrou mais de 3,4 mil homicídios – um dos piores resultados desde o início do programa Pacto pela Vida. Os delegados querem melhores condições de trabalho.

A mudança na direção da SDS, que agora tem à frente o delegado federal aposentado Ângelo Fernandes Gioia, servirá para “oxigenar” a área e garantir a volta da redução da violência no Estado, algo que não acontece desde 2014. Gioia, por sua vez, já recebeu o desafio de abrir diálogo com a categoria e sindicatos ligados à classe. O noto titular da SDS informou que em breve iniciará as visitas a delegacias de todo o Estado.

Petrolina

Informações repassadas a este Blog dão conta de que, já no próximo mês, os delegados que atuam em Petrolina trabalharão apenas para receber os flagrantes da Polícia Militar. Caso isso aconteça, muitas investigações vão parar, inclusive de homicídios. Uma grave situação para o município, que vem sofrendo com os autos índices de violência. (fonte: Jornal do Commercio/foto reprodução)

Após pressão, cai secretário de Defesa Social de Pernambuco

Alessandro Carvalho_343x480angelo-fernandes-gioiaO governador de Pernambuco, Paulo Câmara, exonerou, nesta quinta-feira (6), o titular da Secretaria de Defesa Social (SDS), Alessandro Carvalho (à esq). O novo secretário da pasta, o ex-delegado da Polícia Federal (PF) Ângelo Fernandes Gioia (à dir), assumirá já nesta sexta-feira (7), quando ele terá a primeira reunião de trabalho com o governador.

A queda de Alessandro Carvalho veio após a pressão sofrida pelo Governo de Pernambuco com relação aos resultados negativos do programa ‘Pacto pela Vida’, que não vem mais reduzindo os números de homicídios no estado.

Mesmo assim, o governador Paulo Câmara elogiou os serviços prestados pelo agora ex-secretário. “Quero publicamente agradecer o trabalho e as contribuições que Alessandro deu à área de segurança, como um profissional dedicado e de elevado espírito público. Um grande amigo. E agora também tenho certeza que Ângelo, por sua experiência e capacidade, vai se integrar com eficiência ao trabalho do Pacto Pela Vida“, afirmou o governador Paulo Câmara.

Eleições de primeiro turno em Pernambuco são consideradas tranquilas, segundo SDS

eleições 2016As eleições de primeiro turno em Pernambuco foram consideradas tranquilas, de acordo com avaliação feita pela Secretaria de Defesa Social (SDS). O trabalho das forças de segurança pública durante este domingo de eleições foi monitorado do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR). Em todo o Estado, 192 pessoas foram conduzidas pelas Polícias Civil e Militar perante a presença de um delegado. Boca de urna, transporte irregular e arregimentação de eleitores foram algumas das infrações atendidas durante o pleito.

De acordo com o balanço preliminar, das 192 pessoas conduzidas, foram formalizadas cinco prisões em flagrante, 51 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e instaurado um inquérito por Portaria, havendo procedimentos envolvendo mais de uma pessoa.  Vale ressaltar que ocorrências eleitorais foram atendidas pela Polícia Federal (PF), Ministério Público (MP) e Justiça Eleitoral e não estão computadas neste balanço.

Petrolina está dentro desse levantamento divulgado pela SDS. O caso mais grave, registrado por este Blog, foi de um ônibus flagrado por policiais rodoviários federais, que estava transportando eleitores para Ouricuri (PE), no Sertão do Araripe.

Entidades de segurança pública de Pernambuco pedem saída de corregedor-geral da SDS

representantes entidades segurança pública PE

Em ‘pé de guerra’ com o corregedor-geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, Servilho Paiva, diversas entidades ligadas à segurança pública no Estado apresentaram uma ação conjunta no Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Paiva é acusado de praticar arbitrariedades e perseguir profissionais das corporações. Um dossiê foi entregue, no dia de ontem (24), por representantes dos Sindicatos de Policiais Civis (Sinpol-PE), Delegados (Adeppe) e Policiais e Bombeiros Militares (ACS/Aspra).

De acordo com o Presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros, diversos documentos serão arrolados ao requerimento, que comprovará as recorrentes perseguições por parte do corregedor-geral. “Nós já temos um robusto dossiê contra a tirania de Servilho Paiva à frente da Corregedoria Geral. Mas além do nosso, já tenho a informação que outras entidades apresentarão uma radiografia do que vem acontecendo. Agora é irreversível. Policiais e todos os agentes da segurança pública do Estado só vão descansar quando o estado de exceção instaurado em nosso órgão correcional seja desarticulado. Contudo, isso só será possível com o afastamento de Servilho Paiva”, afirmou Áureo.

Após o encontro no MPPE – que contou também com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)/Seccional Pernambuco, e da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim-PE) – lideranças do Sinpol-PE, ACS e Aspra se reuniram para traçar uma estratégia de mobilização conjunta. O principal objetivo é abrir diálogo com a sociedade, que segundo as entidades, “é a maior prejudicada com o desgoverno no alto comando da SDS”. (foto: Assessoria/divulgação)

Sinpol lamenta decisão judicial que proíbe corregedor-geral da SDS ser tachado de “perseguidor geral”

servilho-paiva

O embate travado pelo Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) e o corregedor-geral da Secretaria de Defesa Social no Governo Paulo Câmara, Servilho Paiva (foto), ganhou mais um capítulo. Uma ação judicial, impetrada por Servilho, determinou ao Sinpol não mais utilizar a expressão “Perseguidor Geral do Estado”, atribuída ao corregedor, diante das dificuldades da categoria em dialogar com o mesmo.

Em nota à imprensa, a diretoria do Sinpol afirma que acatará no momento a decisão, mas ressaltou que irá recorrer. Confiram a nota na íntegra:

Demonstrando tremenda falta de preparo para estar à frente do cargo que ocupa, deixando claro que não consegue lidar com divergências e críticas, o Corregedor Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS), Servilho Paiva, entrou com uma ação judicial para impedir que diretores do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) o chamassem publicamente de “Perseguidor Geral do Estado”.

Parece-nos, diante da profunda crise pela qual passa a Segurança Pública de Pernambuco, que há demandas muito mais urgentes para Servilho e a cúpula da SDS se ocuparem. Como é de costume do Sinpol, cumpriremos as determinações legais, mas iremos recorrer até as últimas instâncias para fazer valer o Estado Democrático de Direito.

Nossa luta contra as perseguições e a falta de democracia empregadas na atual gestão da Corregedoria Geral da SDS vai continuar, com ainda mais força e criatividade.

A diretoria

(foto/reprodução)

Enquanto assaltos aumentam em Petrolina, ninguém vê investimentos em segurança pública

violênciaO aumento em 24% no número de assaltos em Petrolina nos primeiros cinco meses deste ano, comparado ao mesmo período de 2015, conforme dados divulgados esta semana pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, não chega a ser surpresa para a população. Não é de agora que a sensação de insegurança toma conta dos moradores em vários bairros da cidade.

E não adiantar jogar a responsabilidade para as Polícias Militar e Civil. Os números da SDS mostram que Petrolina, a maior cidade do Sertão pernambucano, não conta com os investimentos que merecia do Governo de Pernambuco para nossos policiais.

E sem condições de trabalho, só para ficar nessa questão, ninguém faz milagre.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br