Servidores da Saúde em Juazeiro voltarão a paralisar atividades por 72 horas a partir desta terça

Mais uma vez, os trabalhadores da Saúde em Juazeiro (BA) vão paralisar as atividades por 72 horas, alegando “ausência de manifestação de recurso no processo judicial que trata da alteração da carga horária dos servidores públicos municipais da saúde“. Alegam ainda falta de condições de trabalho e dizem que está faltando segurança nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A paralisação de advertência terá início nesta terça-feira (18) e seguirá até a quinta (20). A Prefeitura já foi informada sobre a mobilização e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Saúde (Sintrab-Saúde) garante que os serviços permanecerão com os 30% do dos servidores nos potos de trabalho, como determina a lei. Sobre essa questão, o Blog já entrou em contato com a assessoria da Prefeitura.

Anúncio de paralisação de médicos da rede municipal de Petrolina gera controvérsia entre sindicato e prefeitura

Os médicos da rede municipal de Petrolina decidiram fazer uma paralisação de advertência de 48 horas, que acontecerá na próxima segunda (10) e terça-feira (11). Até aí, tudo bem. A controvérsia gerada pela decisão da categoria, desta vez, está na justificativa. A entidade representativa dos médicos (Simepe) alegou “descaso” da administração municipal em relação à pauta de reivindicações, que vem sendo discutida há meses.

A gota d’água foi o adiamento de uma reunião prevista entre sindicato e prefeitura, na última segunda (3), a qual teve de ser reagendada devido a um compromisso da secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque. (mais…)

Prefeitura de Petrolina e Simepe discutirão reajuste dos médicos da rede municipal em reunião marcada para julho

A Prefeitura de Petrolina agendou uma reunião com representantes do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), no próximo dia 3 de julho, para discutir o reajuste salarial dos profissionais da rede municipal, que farão nesta terça (13) uma paralisação no Centro da cidade. A informação é da assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde.

Na nota, o Executivo ressalta que qualquer posicionamento sobre reajuste só pode acontecer após uma avaliação da arrecadação municipal no primeiro semestre.

“Durante a paralisação dos médicos, nesta terça, as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) irão funcionar com a garantia dos serviços essenciais, exigido em lei”, assegurou a nota da Secretaria.

Médicos de Petrolina mantêm paralisação de advertência marcada para a próxima terça

Está programa para a próxima terça-feira (13), a partir das 8h, uma paralisação de advertência dos médicos da rede municipal de Petrolina. Os profissionais vão se concentrar na Praça do Bambuzinho, área central da cidade. A atividade faz parte da paralisação aprovada em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), com apoio do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) no último dia 16 de maio.

A decisão foi aprovada por unanimidade, depois da  categoria  rejeitar o prazo de 3 de julho para recebimento da contraproposta da prefeitura municipal.

Os médicos reivindicam melhores salários e condições de trabalho. Segundo a categoria, as Secretarias Municipais de Saúde e  de Administração foram avisadas por meio de ofício da decisão dos profissionais. Durante o ato público, os médicos vão realizar nova assembleia, para definir os rumos do movimento. No último dia 22 do mês de maio, a assessoria da Secretaria de Saúde de Petrolina informou que as negociações com a classe médica “estavam tranquilas”, mas pelo visto não houve avanço.

Secretária de Saúde de Petrolina garante que negociações com médicos da rede municipal “estão tranquilas”

Em reposta a este Blog, a Secretaria de Saúde Petrolina ressaltou não ter sido ainda notificada quanto à decisão dos médicos da rede municipal em recusar o prazo de 3 de julho para receber a contraproposta referente à pauta da categoria, que reivindica melhores salários e condições de trabalho.

Em nota de sua assessoria de comunicação, a secretária Magnilde Albuquerque frisou que vai estudar a possibilidade de uma reagendamento assim que a notificação lhe for entregue. Mas assegurou que as negociações com a classe médica “estão tranquilas”. Os profissionais, no entanto, informaram a este Blog que pretendem realizar uma paralisação de advertência no próximo dia 13 de junho.

Médicos da rede municipal de Petrolina rejeitam contraproposta da prefeitura e aprovam indicativo de greve

Os médicos da rede municipal de saúde em Petrolina recusaram, por unanimidade, o prazo de 3 de julho para receber a contraproposta da Prefeitura de Petrolina e aprovaram indicativo de paralisação de advertência para o dia 13 de junho próximo. A decisão foi deliberada em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da categoria, realizada na última terça-feira (16).

A reunião, com participação expressiva de profissionais da rede ambulatorial e dos postos de Estratégia de Saúde da Família (ESF), foi comandada pelos diretores executivo e regional do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), respectivamente, Walber Steffano e José Alberto Vieira Rosa. Durante o encontro, foram repassadas as informações da negociação da Campanha Salarial junto às secretárias de Saúde, Magnilde Cavalcanti, e de Gestão Administrativa, Luiza Leão, ocorridas na tarde da segunda (15).

Os médicos aprovaram também a proposta de encaminhamento de um novo ofício às secretárias municipais (Saúde e Administração) informando sobre o indicativo de paralisação, que acontecerá na Praça do Bambuzinho, Centro de Petrolina, caso não haja uma reunião até o dia 12/06. O documento vai frisar que, ocorrendo o encontro entre o Simepe e gestão municipal, a categoria se reúne no dia 13, em nova AGE, no mesmo local para avaliar e deliberar os novos rumos do movimento.

Ainda na plenária, a categoria discutiu questões referentes às condições de trabalho e os impactos das reformas  Trabalhista e da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional. “Ressaltamos que na AGE da terça-feira (16/05), os médicos de Petrolina demostraram participação, unidade e engajamento. Os médicos rejeitaram o prazo de 3 de julho por considerar como um tempo extremamente longo para as negociar, uma vez que estamos discutindo com a gestão, desde o início do ano, inclusive com os principais itens de reivindicações entregues aos gestores municipais em abril passado“, comentou Steffano. Segundo ele, foi apresentada uma proposta que inclui a valorização do trabalho médico e melhoramentos nas condições de trabalho e de assistência à população.

Defasagem

Para o diretor regional da entidade, José Alberto, a classe médica de Petrolina está em desvantagem quanto às condições salariais e de trabalho, em relação a outras cidades pernambucanas. “Estamos bastante defasados na assistência, nas condições de trabalho e nos salários dos profissionais de saúde, em relação às outras cidades de Pernambuco. Nosso objetivo é continuar discutindo com a gestão para avançarmos”, ponderou. As informações são do Simepe. Em contato com a assessoria de comunidade da Secretaria Municipal de Saúde, o Blog foi informado que a Pasta deve se pronunciar em breve sobre o assunto.

Uauá: Prefeitura aumenta ajuda de custo paga aos profissionais do Programa Mais Médicos

A Prefeitura de Uauá, no norte da Bahia, concedeu um reajuste de mais de 60% na Bolsa Moradia e Alimentação paga os profissionais vinculados ao programa ‘Mais Médicos’, do Governo federal, que atuam pelo programa nas unidades básicas de saúde do município.

O repasse que era de R$1.100 na gestão passada, foi alterado para R$1.800. O decreto n.º 637/2017 foi autorizado em fevereiro, quando também entrou em vigor. O aumento foi publicado no Diário Oficial do Município.

HDM/Imip increve para seleção de médicos até domingo

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina está com seleção aberta para médicos especialistas nas áreas de neonatologia, pediatria e ginecologia/obstetrícia. As inscrições vão até domingo (26) e os interessados em participar devem seguir o passo a passo abaixo indicado.

Primeiro o candidato deve se cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP, na guia de CONTATO (http://www1.imip.org.br/imip/ contato/index.html) e, posteriormente, acessar a guia TRABALHE CONOSCO (http://189.39.115.220/…/ curriculos/menu_login/menu_ login.php), fazer o login com o CPF e a senha gerados no cadastro do currículo e entrar no link “CLIQUE AQUI PARA VERIFICAR PROCESSO SELETIVO”, finalizando assim a sua inscrição.

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação para a segunda fase composta por uma entrevista. (Foto: Ilustração/Divulgação)

Mobilização de médicos em Juazeiro obtém avanço em negociações com prefeitura, diz sindicato

Campanha salarial, melhores condições de trabalho e carga horária. Estes foram alguns itens da pauta de uma assembleia realizada esta semana no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais  de Juazeiro (BA). Após encontro com os médicos do município, o presidente do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed-BA), Francisco Magalhães, se disse otimista quanto à proposta de oficializar a carga horária para 32 horas (hoje, são 40 horas semanais). E também quanto às negociações visando a um reajuste de 25%. Com base em recente levantamento, encontrou-se uma defasagem salarial em torno de 60%.

O próximo encontro está agendado para dia 29, com secretário de Saúde de Juazeiro, Plínio Amorim. Outro pleito importante, segundo Magalhães, é a melhoria das condições de trabalho, incluindo aí melhor suprimento de medicamentos e materiais de consumo em geral. “O prefeito Paulo Bonfim disse que a saúde está entre as principais prioridades de sua gestão”, observou Francisco Magalhães na expectativa de que o chefe do Executivo municipal mostre na prática o que apresentou no discurso. As expectativas estão voltadas agora para a reunião marcada para o dia 29.

Sede regional

Com presença expressiva da categoria, a reunião com Francisco Magalhães serviu também para que, em atendimento à preocupação com melhorias no sistema de saúde e no suporte aos médicos da região, fossem feitos alinhamentos para que, em breve, o Sindimed abra uma sede no local. O presidente do Sindimed espera que no máximo em dois meses a entidade esteja com imóvel alugado e uma funcionária contratada para melhor atender aos pleitos dos médicos de Juazeiro. Para o presidente do sindicato, ter uma sede na região possibilitará mais agilidade no atendimento às demandas. As reivindicações da categoria se estendem a todos os médicos do município – cerca de 150 profissionais – que conta com 64 Unidades de Atenção Básica, além de UPAs, CAPs, policlínicas, entre outros serviços. (foto/divulgação)

HDM/IMIP realiza processo seletivo para médicos especialistas

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina está abrindo seleção para médicos especialistas nas áreas de neonatologia, pediatria e ginecologia/obstetrícia. As inscrições começam nesta terça-feira  (21) e seguem até o dia 26. Para participar, o interessado deve se cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP por meio deste link: (http://www1.imip.org.br/imip/contato/index.html)

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação para a segunda fase composta por uma entrevista. Portanto, é de suma importância que o candidato esteja com seus dados atualizados, inclusive com a carteira do conselho atualizada e válida, de preferência no conselho de Pernambuco. Vale ressaltar que a inscrição é feita somente por meio do endereço eletrônico.

Médicos do HDM/imip participam de grupo estudo sobre ginecologia e obstetricia em parceria com a Universidade Federal de São Paulo

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina participa há dois anos de um Grupo de Estudo Médico/Científico formado por 10 instituições de saúde e educação brasileiras sob a coordenação da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Uma vez por mês o grupo se reúne via videoconferência para o debate de temas relevantes ligados à ginecologia e obstetrícia.

Várias já foram as contribuições multilaterais, inclusive com a contrapartida da unidade materno/infantil, que levou ao centro do debate estudos feitos sobre o Zika vírus com gestantes e bebês. Nesta terça-feira (07), o tema escolhido pela Unifesp foi a “Gravidez Ectópica de Localização Excepcional”, ou seja, um estudo de casos raros de quando o óvulo fertilizado se implanta em algum lugar bastante incomum fora do útero.

São convidados do Dom Malan para os encontros: médicos, residentes, acadêmicos e colaboradores que não são da casa. “Nós abrimos o espaço que conquistamos para todos os profissionais da região interessados em participar de um estudo continuado na área de ginecologia e obstetrícia. Acreditamos que esses debates são muito ricos e que a formação em serviço faz parte do crescimento médico, que contribui para a melhora da assistência prestada nos serviços de saúde”, explica o ginecologista/obstetra do HDM e especialista em medicina fetal, Marcelo Marques.

A médica/obstetra, Milena Brandão, fez questão de participar do encontro e levar o seu depoimento pessoal. “Tive uma gravidez ectópica na cicatriz de cesárea, uma das formas mais raras do caso, e vivi o lado de paciente e médica ao mesmo tempo, sendo essa uma experiência única. Fizemos um relato do caso, apresentamos em um congresso e hoje achei que deveria compartilhar a experiência com o grupo, até para exemplificar como foi toda a conduta médica”, relatou a profissional, que também se colocou à disposição para participar de outros momentos e tirar dúvidas. (Foto: Ascom)

Câmara aprova projeto que regulariza salários dos médicos da família em Petrolina

Aprovado por 16 votos o projeto de lei 009/2017 de autoria do Poder Executivo que regulariza os salários dos médicos que atuam no Programa de Saúde da Família (PSF) e no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). A aprovação ocorreu na sessão desta terça, 7, e fez parte das primeiras matérias apreciadas na Casa nesta legislatura.

A proposta visa regulamentar o pagamento de R$ 2 mil que os profissionais recebiam por estarem no programa, mas que não estava inserido nos salários, formalmente. Com a aprovação, os médicos do PSF passam de um salário de R$ 6.712,0 para R$ 8.712,00.

Veto

Ainda na sessão desta terça, os vereadores aprovaram o veto ao projeto aprovado por eles próprios no final do ano passado que instituía o programa de enfrentamento à obesidade mórbida. Por 18 voto favoráveis e nenhum contra, o veto foi mantido. O PL não tinha sido sancionado pelo ex-prefeito Julio Lóssio (PMDB), cabendo a missão ao prefeito Miguel Coelho (PSB) que logrou êxito, tendo inclusive o voto da oposição.

O líder da oposição na Câmara, vereador Paulo Valgueiro (PMDB), frisou a importância do programa e justificou por que acompanhou a situação na aprovação do veto. “Sabemos da importância dessa questão da obesidade mórbida atualmente. Deixamos o prefeito à vontade para que ele envie o projeto, para assim a saúde municipal beneficiar pessoas que sofrem com a doença, mas não têm condições de se tratar“, declarou o vereador.

Médicos da região ganham reconhecimento após desempenho na prova nacional de Anestesiologia

Dois médicos da região sanfranciscana alcançaram bons desempenhos nas provas da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). João Nicolle Tupiná Nogueira e Thales Bravo Marques Rizzo obtiveram as melhores notas do ME2 e ME3 (ensino e treinamento) do Estado de Sergipe.

Em recente solenidade, a Sociedade de Anestesiologia do Estado de Sergipe (Saese) parabenizou os jovens médicos com a entrega de placas homenageativas. Os profissionais agradeceram e disseram que o reconhecimento é fruto de muito esforço, dedicação e trabalho. (foto/divulgação)

Curaçá: Prefeito garante que todos os postos de saúde já contam com médico

O prefeito de Curaçá, no norte da Bahia, Pedro Oliveira (PSC), disse que o setor de saúde do município deu um grande salto nos últimos dias. O gestor, durante a abertura dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal, nesta semana, garantiu que todos os postos de saúde de Curaçá contam com médico.

Tivemos mais de mil atendimentos só no Centro de Saúde. Todos os postos da sede e distritos já contam com médico. Trouxemos especialistas em pediatria, ginecologista, obstetrícia e realizamos mais 40 endoscopias e 130 ultrassonografias. Estamos atentos para oferecer o melhor ao nosso povo”, informou. (foto/divulgação)

Funcionários do HRJ promoverão nova greve por tempo indeterminado a partir desta quarta

Os funcionários do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ) preparam-se para deflagrar mais uma greve nesta quarta-feira (25). O motivo é o mesmo das outras vezes: salários atrasados e falta de condições de trabalho.

A paralisação será por tempo indeterminado e os atendimentos, claro, serão comprometidos. O HRJ é administrado pela Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI) de Castro Alves, mas os repasses são feitos pelo Governo da Bahia, que tem o espaço reservado para os devidos esclarecimentos.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br