Alex Tanuri nega que tenha fechado com Isaac Carvalho em Juazeiro

alex-tanuri-2[1]O vereador de Juazeiro, Alex Tanuri (PSDB), escreveu ao Blog negando que teria acertado seu pouso no governo do prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho (PCdoB). Ele disse que continua “ao lado dos descamisados”.

Leiam a sua nota:

Amigo Britto,

A sua fonte pecou e falhou.

Pecado ao informar o que não aconteceu. Continuo ao lado dos ‘sem camisa’. Quando e se houver uma decisão serei o primeiro a divulgar. Nós, quando vestimos a camisa, vestimos mesmo, nada de camuflagem.

Falhou ao nos avaliar por uma “assessoria especial”.

O capital político construído por nossa família, ao longo de mais de 50 anos, por uma “assessoria especial”?

Comentário Meu:

A fonte segura a informação. Diz que a conversa existiu, sim, e o que pode atrapalhar o desfecho é exatamente essa matéria. E diz mais: “Isso é um ‘namoro’ que já existe, tem carinho e tudo. O que não se fez foi assumir de público”.

Gestor do Senai será homenageado daqui a pouco em Petrolina

foto_petrolina4A Câmara de Vereadores de Petrolina realiza daqui a pouco uma sessão solene para conceder título de Cidadão Petrolinense e da Medalha de Honra ao Mérito Dom Malan ao gestor do Senai Petrolina, Flávio Luiz Gonçalves Guimarães.

A proposição é dos vereadores Ronaldo Silva (PSDB) e Ibamar Fernandes (PRTB).

Joaquim da Rocinha aponta contradições de vereadores da oposição em Lagoa Grande

Joaquim da Rocinha

Um projeto de lei enviado à Câmara Municipal de Lagoa Grande (PE) na última terça-feira (24) levantou novos desentendimentos entre os vereadores de situação e oposição. O projeto, de autoria do executivo, prevê suplementação de mais de R$ 4 milhões para construção de duas escolas – uma no Distrito de Vermelhos e outra no Centro da cidade.

O motivo dos desentendimentos foi o pedido de vistas ao projeto feito pelo vereador de oposição, Josafá (PTB), que alegou que o mesmo havia sido enviado à Câmara de última hora. Após o pedido de Josafá, a situação se mobilizou e acabou conseguindo aprovar o projeto com sete votos da situação e dois de oposição, já que os oposicionistas Ítalo de Vilma e Zé Baiano acabaram cedendo e votando a favor do projeto.

Apesar da aprovação, o vereador e líder da situação, Joaquim da Rocinha (PT), não gostou da postura de alguns colegas do Legislativo e fez duras críticas à oposição.

 “Muitas vezes a gente acaba ficando triste e estranhando a postura de alguns vereadores. Na minha opinião a gente tem que fazer oposição com responsabilidade e pensando em melhorar a nossa cidade. Não tinha nada a alegar porque educação é um dever de nossa parte. Não dá mais para ficar fazendo oposição de picuinhas”, disse.

 Episódio repetido

De acordo com Joaquim, esta não é a primeira vez que a oposição pede vistas a projetos do Executivo alegando falta de tempo. Segundo ele, um outro projeto que previa a isenção de impostos para a construção de casas populares do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ passou pelo mesmo imbróglio.

“O projeto chegou na sexta-feira. Estava lá, à disposição dos vereadores, e quando foi lido a oposição pediu vistas, dizendo que não tinha tido tempo de discutir. Um projeto tão simples não há nem o que alegar”, finalizou o vereador.

Assim como o projeto de suplementação, o projeto de isenção de impostos também acabou sendo aprovado por maioria na Câmara de Lagoa Grande.

Prestígio abalado

dr.PérsioO vereador Dr Pérsio Antunes (PMDB), ex-líder da situação na Casa Plínio Amorim, vai vendo seu prestígio minguar dentro do seu próprio grupo. E fora também.

Cada vez mais ele vê os sinais evidentes lançados da prefeitura em nome dos seus colegas Ronaldo Silva (DEM) e Elismar Gonçalves (PMDB) na disputa para ser o candidato a deputado estadual do grupo. Até o nome da primeira-dama, Andrea Lóssio, já foi colocado e o dele sequer é lembrado.

Quando a situação já parecia ruim, piorou. Na audiência pública que a Câmara de Vereadores de Petrolina promoveu, semana passada, no bairro Dom Avelar, um comunitário não perdoou e chamou DR.Pérsio de “mentiroso”em alto e bom som.

Contrariado, Dr.Pérsio usou o microfone para responder de forma ríspida. Ficou uma arara.

Vereador Elias Jardim reafirma independência: “Sem ligações políticas”

EliasO vereador de Petrolina Elias jardim (PP) não quer rótulos e disse que “é independente”.

Ao Blog ele afirmou que procura votar com a consciência e não faz parte de nenhum grupo político.

Eu vejo aqui na Câmara essa coisa de um de um grupo, outro de outro grupo e por aí vai. Não tenho grupo e nem sou ligado a ninguém. Se eu acho que (o projeto) é bom, voto. Senão vou votar contra, sem orientação de ninguém“, ressaltou.

Fernando Filho sobre decisão favorável a voto aberto: “Transparência”

foto 2O deputado federal Fernando Filho (PSB) está novamente em Petrolina, visitando suas bases, conversando com os amigos e atendendo  comunidade. Mas ele aproveitou para justificar os motivos por ter optado pelo fim do voto secreto, aprovado na última terça-feira (4) pela Câmara, por unanimidade, entre os 452 parlamentares presentes.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que estabelece o voto aberto em todas as votações do Congresso Nacional, será encaminhada ainda ao Senado.

É preciso aprender a expressar o sentimento dos brasileiros, transparência, que cada parlamentar assuma seus atos nas votações e honre a confiança depositada pelo povo brasileiro. É preciso ser sensível aos anseios da sociedade”, ponderou.

Estudantes ocupam a Câmara de Petrolina em protesto contra retirada das CPIs

DSC_0118

DSC_0114A Câmara de Vereadores de Petrolina está ocupada. Um grupo de estudantes que se intitula como “Resistência Petrolina” invadiu a Casa Plínio Amorim e não tem dia, nem hora para sair.

Eles prometem ficar na câmara até que as duas CPIs arquivadas voltem a ser reeditadas. Neste momento, o presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB), e os vereadores Ibamar Fernandes (PRTB), Geraldo da Acerola e Cristina Costa (ambos PT) negociam com o grupo.

Osório disse que aceita o diálogo, mas que a câmara não pode ficar ocupada. Os estudantes estão deliberando, mas já adiantam que a intenção é ficar por lá.

A assessoria jurídica da Casa Plínio Amorim informou ao Blog que já entrou na justiça com o pedido de reintegração de posse.

Mais detalhes a qualquer momento.

Senado e Câmara retomam votações para esvaziar plebiscito de Dilma

Diante do declarado fracasso do plebiscito, esta semana o Congresso retoma a iniciativa de retirar da gaveta projetos que tratam das mudanças nas regras políticas propostas por Dilma Rousseff. O objetivo é esvaziar a iniciativa da petista, votando uma reforma paralela.

Ao se anteciparem à consulta popular, parlamentares garantem que a reforma será conduzida de forma a não tocar em pontos vitais, aqueles que podem prejudicá-los e ainda tiram o mérito da aprovação de uma proposta das mãos de Dilma. Temas polêmicos como o fim das coligações e voto distrital não devem entrar na lista de prioridade.

A reforma tocada pelo Congresso deve analisar itens classificados como “perfumaria” pelos próprios, como o voto secreto para a cassação de mandatos e o fim da suplência no Senado. Na pauta do Senado, já há requerimento de urgência, a ser lido no plenário, pedindo a aceleração da tramitação do projeto que proíbe cônjuge ou parente de serem suplentes de senadores.

A PEC 37/2011 está na pauta da próxima terça-feira e também corta um dos dois suplentes que atualmente são eleitos na carona do senador titular. Outro tema que os senadores estão tratando como reforma política é o fim do foro privilegiado, tratado na PEC 10/2013, pautado também para a terça-feira da próxima semana (16). (De Agência)

Comissão da Câmara dos Deputados pede a cassação da concessão da Celpe

Fachada da Celpe/Foto reproduçãoO presidente da Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal, deputado Eduardo da Fonte (PP), encaminhou ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, representação pela apuração de responsabilidade civil e criminal da diretoria da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

De acordo com o parlamentar, a concessionária de energia age de forma omissa na manutenção da rede elétrica em Pernambuco, o que resultou na morte de 32 pessoas por choque elétrico entre os anos de 2012 e 2013. Já a Aneel não cumpriu com o seu dever que é fiscalizar a qualidade dos serviços prestados pela distribuidora.

O deputado ainda encaminhou à agência reguladora representação para que seja cassado o contrato de concessão da Celpe. O progressista alega o descumprimento de vários dispositivos legais pela empresa, que não presta um serviço adequado com condições de regularidade, continuidade, eficiência e segurança, como determina a Lei das Concessões.

A Celpe sempre prestou um dos piores serviços do País. Nos últimos anos, ela conseguiu piorar o que já era ruim e, agora, contribui de forma irresponsável e criminosa para a morte de 32 pessoas”, ressaltou o parlamentar. (fonte:Folha de PE)

Artigo: Professor faz análise do atual momento da oposição a Governo Isaac Carvalho

Neste artigo enviado ao Blog, o professor Otoniel Gondim faz uma breve análise da situação político-administrativa em Juazeiro, especialmente em relação ao atual momento em que o prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) praticamente não tem opositores a seu governo.

Para Otoniel, não é que a cidade não tenha oposição. O que falta, segundo ele, é “qualidade política idônea” na oposição. Nesse contexto, ele enaltece o papel do vereador José Carlos Medeiros (PV) e alfineta outras lideranças que ‘mudaram de lado’ por conveniências eleitoreiras. Confiram:

Isaac e Irmão Francisco/Foto: Ascom PMJ/divulgaçãoOposição por Oposição, Nunca!

Vejo, não gosto, não compactuo. De que políticos, cronistas, chuveirarem de que a cidade de Juazeiro não tem oposição. Erradíssima constatação: o que falta é qualidade política idônea na oposição. Criou-se somente quem é pró e quem é contra e as ideologias jogadas a ‘migué’ (saiba, leitor amigo, significa oportunistas e oportunidades a recuperarem).

Por que o governo municipal de Isaac Carvalho e companhia desmantelou, matou (fui forte? Não acho) e aniquilou o poder da oposição? Acontece de acontecer que as oposições juntaram-se com,simplesmente,ganância de retorno do poder.

Tarde demais, pois quando estiveram na gestão do poder (nem preciso dizer as nomes… você sabe, leitor) esculhambaram, dizimaram, fizeram um caos medonho com o povo de Juazeiro.

Esse povo,então,sentiu,chorou,entristeceu, minguou. E enxotou todos nos votos (gostou,menti,alterei,meu leitor?).Simples, a eleição e reeleição do prefeito Isaac Carvalho configurou-se . Manteve uma câmara favorável e, como sempre quando não há ideologia, os opositores pulam para o governo. Isso acontece. Basta não haver filosofia política, seriedade ideológica e compromisso. Na câmara, quem dessa minha análise sobrou, merece elogios, considerações e respeito. Mas, quem sobrou?José Carlos Medeiros merece aplausos.

Volto ao que comecei. A péssima oposição fez essa situação. Cronistas, políticos, ficam estrebuchando ao léu, baratas tontas. Com os aprovos (inventei o vocábulo, viu) de obras,educação,saúde,atitudes,decisões, o prefeito Isaac Carvalho abocanhou um Juazeiro com mudanças. Quem está lendo,vai vociferar: o socialista professor-escritor-filosofo Otoniel Gondim virou situação,vendeu-se? Nunca, leitor, nunca.

Posso, dá licença, de falar o que acho disso? Horrível do ponto de vista do meu guru D. Hélder Câmara: “Se discordas de mim, tu me enriqueces”. Os questionamentos, as agruras discordatórias, as deságuas sinceras têm sempre que existir na democracia (estamos tendo isso?).E se enfurecerem o poder situacional, o fará refletir,pensar,raciocinar. Todo governo democrático tem que ter oposição. Mas séria.

Ninguém, nem ninguém, nunca ninguém, pode ser detentor, usando de comandos próprios, da suprema verdade. Tem que ouvir a voz elevante do povo, seu voto, seu sofrimento.

Que os intelectuais, não me considero à altura, artistas, músicos, escritores, pensadores libertos, políticos sérios, se manifestem com imparcialidade. Cobre mais e mais e cada vez mais melhorias para essa cidade maravilhosa. Entretanto, não somente, com mentirosas politicagens. Sou um estudioso político,ganancioso por conhecimentos e cultura. Um humanista. Por isso tenho a alcunha de ser questionador e polêmico. Mas, não faço por graça. Por ideologia e existencialismo.

Abraços,

Otoniel Gondim/Professor, Escritor e Compositor

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br