Filha de Carlos Augusto aguarda posicionamento final da prefeitura sobre apoio para Jecana do Capim

Evento dos mais tradicionais do calendário junino de Petrolina, a Jecana do Capim – que este ano chegará à sua 46ª edição – vive mais uma vez o drama quanto à sua logística.

De acordo com Maíra Amariz, uma das filhas do saudoso radialista Carlos Augusto (idealizador das Jecana), a atual administração municipal teria se disponibilizado a arcar apenas com estrutura da festa.

Para Maíra, que chegou a fazer um desabafo mais cedo sobre o assunto, que se espalhou pelas mídias sociais, só isso é insuficiente para viabilizar a festa. A este Blog ela disse entender a situação financeira delicada da prefeitura, mas argumentou não ter tempo para buscar patrocinadores, até porque a Jecana está a pouco mais de duas semanas.

Na tentativa de resolver o impasse, a secretária Maria Elena (Cultura, Turismo e Esportes) convidou Maíra, na manhã desta terça-feira (16), para uma reunião em seu gabinete. Profunda conhecedora da área cultural, Maria Elena sabe da importância da Jecana e está envidando todos os esforços em busca de uma saída satisfatória – o que ainda não aconteceu devido ao prefeito Miguel Coelho estar cumprindo agenda administrativa em Brasília (DF).

Mas segundo a filha de Carlos Augusto, uma resposta da administração deve ser dada a ela ainda hoje. (Foto arquivo/Blog)

Artigo do leitor: “O desastre administrativo”

Neste artigo, o jornalista Machado Freire critica duramente a atual administração municipal de Salgueiro (PE), Sertão do São Francisco, nesses primeiros cem dias.

Confiram:

Está acontecendo aquilo que antevimos “desde os primórdios”: falta de competência administrativa e conhecimento político. Jogo de cintura e “cabelo na venta”.

Ora, o “entendimento” que resultou numa larga vitória (nas urnas) de mais de 3.600 votos reuniu representantes de 15 agremiações partidárias. Diga-se de passagem (e com toda sinceridade), a maioria com sede ao pote, despreparada e com (legítimos) interesses próprios.

Vender caixão de defunto, carne de porco e “tocar” um time de futebol é muito diferente de administrar um município mergulhado em problemas há muito tempo.

Começou tudo errado e atrapalhado, a partir dos decretos, da falta de controle e de transparência na máquina pública. Buscaram confundir o público com o privado.

O município em “estado de calamidade financeira” realizou um Carnaval cujas despesas ainda permanecem desconhecidas.

Deram preferência à contratação de pessoas, quando existiam profissionais concursados. Inverteram o processo.

Contrataram, sem licitação, uma empresa para cuidar do lixo e essa empresa só tem causado problemas para os trabalhadores, que reclamam pagamento de salário e outros direitos trabalhistas.

E o jogo ‘de empurra’ que se estabelece com a emissão de medidas que logo são canceladas e de outras que são retardadas, como a licitação do transporte escolar e do próprio lixo.

E as “farrapadas” com “escalação do time”, hein?

Anunciou-se aos quatro cantos da cidade que o secretário de Cultura e Esportes seria Cristiano Vasconcelos, que, inclusive, começou a trabalhar de forma voluntária. De repente, oficializa-se nessa pasta um sobrinho do vice-prefeito.

A importante pasta da Educação passou quase três meses para ter o nome da titular anunciado. Foi “um parto ” muito difícil, diga-se de passagem.

Passados os tão esperados 100 dias de administração, ninguém sabe ainda quem é o jornalista responsável pela comunicação do governo municipal de Salgueiro.

Ainda não foi escolhido (eleito ou indicado) o líder do governo na Câmara Municipal que, espera-se, se mantenha como poder independente e harmônico, tal como o Executivo.

Nosso jornal, Folha do Sertão, que existe há mais de 15 anos, nunca recebeu um release ou uma pauta sobre as atividades da atual administração do município.

Para finalizar, sugiro que passem a imaginar que a Prefeitura Municipal de Salgueiro é um órgão (uma repartição) pública, que administra um município que se mantém com o trabalho dos eleitores, trabalhadores, empresários e contribuintes que pagam impostos.

A empresa particular, de quem quer que seja, é outra coisa.

Machado Freire/Jornalista (foto/reprodução)

Aprovados em concurso da Prefeitura de Juazeiro tomarão posse nesta quinta

Os 78 aprovados no último concurso da administração municipal de Juazeiro (BA), realizado em abril do ano passado, serão empossados na manhã desta quinta-feira (19). O número do Edital de convocação é 614/2016, de 19/12/2016. A solenidade será no auditório da Secretaria de Educação e Juventude, Centro da cidade, às 9h.

Das 141 vagas ofertadas no edital, houve a necessidade de outras 15, o que elevou o número de convocados para 156 em relação aos cargos de nível médio, técnico e superior para o quadro efetivo do município.  A posse dos novos servidores é imediata. Desde a semana passada os aprovados cumprem a etapa de entrega de documentação, exames médicos e admissional. (foto/arquivo divulgação)

IPTU 2017 poderá ser pago com desconto em Petrolina

Os contribuintes de Petrolina poderão pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2017 com 10% de desconto. A medida será válida somente para pagamentos em cota única, efetuados até o dia 10 de abril. Segundo a prefeitura, os primeiros carnês serão entregues até o final de fevereiro. As guias também já podem ser emitidas pela internet através do site da Prefeitura Municipal.

Quem não tiver como efetuar o pagamento em cota única, poderá parcelar o valor do tributo em até oito vezes e deve ser pago até o dia 10 de cada mês, sem juros ou multas, mas sem desconto.

Para ter direito ao desconto, o contribuinte deve estar sem débitos com o fisco até o último dia útil de dezembro. Quem estiver com pendência, pode procurar a Secretaria para emitir suas guias atrasadas ou realizar parcelamentos. A Prefeitura Municipal de Petrolina informa também que valores abaixo de R$ 130,00 reais poderão ser divididos por moradores de baixa renda.

Recursos de arrecadação própria, como o IPTU, deverão ser investidos pela administração municipal em áreas cruciais como saúde de educação.

Sertânia: Novo prefeito diz que informações sobre administração municipal foram “apagadas” dos computadores

Em Sertânia (PE), no Sertão Central, o prefeito Ângelo Ferreira (PSB) já encontrou uma surpresa que não gostaria, logo no primeiro dia de trabalho. Ele não conseguiu localizar um só arquivo das contas do antecessor Guga Lins (PSDB) disponíveis nos computadores.

“Não apagaram apenas as memórias dos computadores. As máquinas foram completamente formatadas. É o caso do setor jurídico, que não tem sequer o programa de editor de texto”, disse. Segundo Ferreira, as chaves de muitas salas sumiram e o teto da Secretaria de Finanças está ameaçado de desabar. (Com informações de Anchieta Santos/para o Blog/foto arquivo Alepe)

Sento-Sé: Hospital Municipal fecha na véspera de ano novo, denuncia sindicato

O Hospital e Maternidade Dr. Heitor, única unidade médica do município de Sento-Sé, no norte da Bahia, fechou as portas na véspera do ano novo. A denúncia é do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinsersb), José Carlos de Souza. (mais…)

Prefeito eleito de Sertânia denuncia supostas irregularidades no município

Angelo Ferreira SertâniaO prefeito eleito de Sertânia (PE), Ângelo Ferreira – que ainda exerce mandato de deputado estadual – decidiu denunciar o que classifica de “várias irregularidades” na atual administração municipal. Entre as denúncias do gestor eleito está um projeto de lei que tramita na Câmara Municipal, de autoria do atual prefeito, Gustavo Lins, que pretende doar a estrutura do Centro de Excelência em Derivados de Carne e Leite de Caprinos e Ovinos da cidade, conhecido como Cedoca, para uma cooperativa de trabalho.

Segundo o gestor a doação seria irregular e será denunciada à justiça. “A doação contraria a legislação eleitoral e será denunciada ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado, se aprovada pela Câmara de Vereadores, onde o atual prefeito tem uma vantagem numérica“, disparou o parlamentar.

Ainda segundo o futuro gestor, o atual prefeito segue cometendo uma série de irregularidades, como a doação de terrenos em ano eleitoral, paralisação de serviços públicos importantes, como o transporte de doentes e o descumprimento do calendário escolar.(foto/reprodução)

Depois da APLB/Sindicato, servidores municipais de Juazeiro devem reforçar paralisação nacional

fachada SinserpA exemplo da APLB/Sindicato, o Sindicato dos Servidores Municipais de Juazeiro-BA (Sinserp) está convocando a categoria para uma assembleia geral no próximo dia 11, a fim de reforçar a paralisação nacional contra a PEC 241 – marcada para a mesma data.

Estão sendo convocados todos os associados ou não do Sinserp e servidores das secretarias e autarquias da administração municipal. A assembleia acontecerá no clube de campo da entidade, no Bairro Jardim Vitória (Rua Adão Pereira, s/n°). A primeira convocação será às 8h, e a segunda às 8h30. Além da paralisação, a pauta incluirá também a campanha salarial 2017, a prestação de contas do Sindicato e outros assuntos que porventura forem suscitados na reunião. (foto/arquivo divulgação)

Campo Alegre de Lourdes: A falta de compromisso, as denúncias e o descaso com a população

campo-alegre-de-lourdes-bahia

O desgaste e as inúmeras denúncias contra a atual administração em Campo Alegre de Lourdes, no norte da Bahia, têm provocado um enorme sofrimento para a população de pouco mais de 30 mil habitantes.

Diante da alarmante situação, a população – que vive oprimida – não sabe muito a quem recorrer. A cada dia que passa, mais notícias negativas surgem. A última, por exemplo, foi registrada esta semana, quando o Ministério Público Estadual (MP-BA) deflagrou uma operação para coibir irregularidades na educação e prendeu servidores municipais por desvio de dinheiro.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) também é outro órgão que já detectou inúmeras irregularidades, punindo com multas a atual gestão.

Quem mora em Campo Alegre de Lourdes afirma que outras mazelas – como falta de infraestrutura e a precariedade nos serviços de saúde – deixam a cidade ainda mais abandonada. Para completar ainda carrega o triste estatus de ser a única do Estado abastecida 100% com carros-pipas, e os governos municipal, estadual e federal parecem não se importar muito com isso.

Campo Alegre está situada na divisa com o Piauí. Embora esteja dentro da área de influência do Vale do São Francisco, fica a 120 km de distância do rio. Não é cortada por nenhum curso de água permanente e localiza-se no chamado ‘polígono da seca’. Na região não há viabilidade para perfuração de poços e a única solução para abastecimento humano, de forma permanente, é a captação no Rio São Francisco. Por conta disso, a população é severamente castigada.

Por lá, os moradores dizem que o coronelismo ainda predomina. O único banco da cidade funciona de forma limitada e o medo da população é constante. A pergunta que fica é: a população de Campo Alegre de Lourdes não merece a atenção de seus representantes? (foto/reprodução)

Curaçá: Funcionários e professores da rede municipal denunciam salários atrasados e problemas

Educação_-reprodução-internetFuncionários e professores da rede municipal de Educação em Curaçá (BA), no norte do Estado, estão com seus salários atrasados há um mês e já começam a ensaiar uma insatisfação generalizada.

“A posição da atual administração é de que não tem recursos para pagar. Mas para onde foram os quase R$ 800.000,00 repassados pelo Fundeb esse mês? A situação é essa: salário atrasado, transporte escolar parado por falta de pagamento e pneus, escolas paradas e alunos fora da sala. Cadê os vereadores? o Ministério Público? as demais autoridades?”, desabafa um servidor.

Ainda ontem a APLB/Sindicato local realizou uma assembleia com os trabalhadores em educação para definir qual atitude será tomada diante desse cenário. Com a palavra, a administração municipal.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br