23 C
Petrolina,PE
10/20/2017

Carlos Britto

55987 POSTS 90 COMENTÁRIOS

O Blog que você acredita

4

1422814_541415625932565_496285946_n

Curta nossa página no Facebook

0

306728_457282457656725_333565380_n

Violência desenfreada em Juazeiro e Petrolina deixa população refém do medo

2

Os frequentes casos de homicídio ou tentativa de homicídio registrados semanalmente no município de Juazeiro (BA), constatam o que já salta aos olhos faz tempo: a violência saiu doscontrole das autoridades na principal cidade do norte baiano.

No último final de semana, por exemplo, a criminalidade continuou a fazer suas vítimas. Três assassinatos foram registrados em menos de 24 horas. Os casos aconteceram nos bairros São Geraldo, Água Bela e Itaberaba, respectivamente.

A escalada da violência tem assustado os moradores, que estão pagando o preço de ficarem trancados dentro de suas residências. As estatísticas de Juazeiro também refletem os números em Petrolina, que também vem sofrendo com a criminalidade desenfreada.

As duas principais cidades do Vale do São Francisco seguem o exemplo do que está ocorrendo em todo o País. Apesar do expressivo número de homicídios, os assaltos e outros tipos de delitos também aumentam. A polícia já informou inúmeras vezes que a maioria das mortes está relacionada ao tráfico de drogas.

As forças policiais bem que tentam, mas sem apoio e nem infraestrutura por parte dos Governos da Bahia e Pernambuco, fica complicado combater criminosos cada vez mais preparados e ousados.

O Mapa da Violência aponta que o número de homicídios no Brasil sobe a cada ano, o que resulta em uma média de 154 mortes por dia. Só no ano passado, Juazeiro e Petrolina registraram, juntas, mais de 200 assassinatos. Refém do medo, a população clama por mais segurança, enquanto os bandidos parecem cada vez mais certos da impunidade. Até quando?

Justiça Federal realizará audiência pública para discutir “precariedade” do atendimento médico no HU

1

A Justiça Federal em Petrolina, por intermédio da 17ª Vara, irá promover no próximo dia 29 de agosto, às 9h, uma audiência pública no auditório da Subseção Judiciária da cidade para discutir a precariedade do atendimento médico no Hospital Universitário (HU) de Petrolina. Segundo o edital de convocação da audiência, a falta de médicos na unidade de saúde será o tema central da reunião, que é aberta a qualquer cidadão que tenha interesse na temática.

A audiência, conforme o edital, também tem a finalidade de “ampliar a participação popular nesta ação coletiva, tendo em conta a complexidade e a abrangência do tema trazido à apreciação judicial e sua grande repercussão social”. Contratação de médicos e aquisição de novos equipamentos para o HU também deverão pautar a audiência.

Foram convidados a participar da audiência, além de representantes da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), órgãos dos municípios de Petrolina e Juazeiro que fazem parte da Rede PE/BA, a exemplo das Secretarias de Saúde, Câmaras Municipais, representantes da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Ministério Público de Pernambuco, associações médicas de Pernambuco, entre outros.

O edital diz que será oportunizada a manifestação dos representantes dos órgãos e associações convidados e das pessoas físicas que formularem, até o próximo dia 19/8, requerimento solicitando sua participação, a ser remetido para o e-mail direcao17@jfpe.jus.br. Manifestações de cunho político não serão permitidas durante o evento. Outras informações sobre a audiência podem ser conferidas acessando o edital aqui.

Fernando Filho reconhece “privilégio” da Região Metropolitana em relação a investimentos, mas defende Governo Paulo Câmara

6

fernando filho

Líder do PSB na Câmara dos Deputados, Fernando Filho reconheceu parte das críticas dos petrolinenses em relação aos investimentos feitos pelo Governo de Pernambuco no Litoral, em detrimento de outras partes do estado como o Sertão. O socialista, no entanto, saiu em defesa do governador Paulo Câmara, ao atribuir à atual crise econômica o principal obstáculo de retração dos investimentos previstos pela atual gestão.

“O governo, não só o de Pernambuco, como o governo federal e os estaduais como um todo, têm dado uma encolhida nos investimentos. Tivemos um cenário de recessão econômica em que tudo aponta para uma retração de mais de 2,5%, e isso tem uma queda na receita muito grande”, avaliou.

Fernando Filho também destacou como fator negativo a suspensão de financiamentos a estados e municípios, determinada pelo Governo Dilma. “Para se ter uma ideia, nos oito anos do Governo Eduardo (Campos) você tinha uma média de R$ 800 milhões a R$ 1,2 bilhão por ano de investimento oriundo de financiamento. O ano de 2015 foi zero de financiamento”, explicou. O parlamentar afirmou que Pernambuco vive uma frustração de ver R$ 1,8 bilhão em investimentos públicos a menos, em média – entre financiamento e arrecadação.

“Pernambuco foi um estado muito penalizado porque também foi o que mais cresceu nos últimos anos. Foi quem mais gerou emprego, quem mais atraiu mão de obra”, afirmou o socialista. Ele lembrou também que momento em que o estado alcançou conquistas sonhadas há tempos, a exemplo de uma indústria automotiva (com a fábrica da Jeep) e naval, os dois setores também passam por sérios problemas.

Queixas

O deputado disse acreditar, no entanto, que 2016 “não será tão ruim quanto muita gente pensa” e se mostrou otimista de que Paulo Câmara deverá realizar neste e nos próximos dois anos do seu primeiro mandato os investimentos que gostaria de ter feito no ano passado. Sobre as queixas dos sertanejos, Fernando Filho disse que tem conversado com o governador sobre assunto, mas deixou claro que a falta de atenção dos governos estaduais com a região não é de agora, mas de várias gestões. “As lideranças políticas, e não só eu, como os demais deputados, prefeitos e vereadores, têm procurado fazer sua parte nas reivindicações”, pontuou. O socialista ressaltou que questões como segurança pública, melhorias de estradas, implantação de adutoras – entre outras – estão sendo levadas ao governador.

“Tenho muita convicção de que, passado esse ambiente de dificuldade, a gente vai ter a oportunidade de celebrar novas conquistas (para o Sertão) ao lado do governador Paulo Câmara”, finalizou.

Juazeiro: Empresário inaugura empreendimento e anuncia construção de condomínio no São Francisco Country Club

4

carlos alberto - chicletãoO primeiro bloco de apartamentos do condomínio Club Primavera, localizado no bairro Contry Club, em Juazeiro (BA), foi entregue ontem (2), durante um café da manhã. O empresário da construção civil, Carlos Alberto Campos, da construtora Campus 10, entregou as chaves aos proprietários dos 80 apartamentos da primeira torre do edifício.

Segundo Carlos Alberto (mais conhecido na cidade como ‘Chicletão’), que também é empreendedor no Juá Garden Shopping, a segunda torre do Condomínio Club Primavera – que está em construção ao lado da primeira torre – deve ser entregue no final de 2016. “Estamos quebrando um paradigma. Juazeiro ainda não tem a vivência de obra verticalizada. A segunda torre do Club Primavera deve ficar pronta no final de 2016”, disse o empresário, informando que 100% dos apartamentos da primeira torre foram vendidos.

Comemorando o êxito do empreendimento, ele disse que a crise econômica ainda não chegou a Juazeiro. “Essa crise ainda não chegou por aqui. Somos uma região muito forte. Em plena recessão a cidade está tendo esse potencial, com várias inaugurações importantes, como este condomínio e o Juá Garden Shopping, por exemplo, que vai ser inaugurado em novembro.

A primeira torre do empreendimento tem quatro apartamentos por andar e 13 itens de lazer – como academia, parque infantil, entre outros. São três quartos completos em cada apartamento, e os proprietários ainda terão descontos de até 38% em uma loja de móveis planejados da região.

Novos investimentos

Durante o evento, Carlos Alberto anunciou novos investimentos na cidade, como o projeto de um condomínio no São Francisco Country Club. Segundo o empresário, três torres serão construídas no local. “O clube pertence à Campus 10, juntamente com mais dois investidores de Petrolina. Três torres serão construídas no local, com 28 pavimentos e ampla estrutura. Vai ser um empreendimento inédito, o melhor da região, no qual o morador vai descer de seu apartamento e ir direto para uma ilha”, revelou, referindo-se à Ilha do Country Club.

O empresário disse, ainda, que já encaminhou um documento ao Ministério Público Federal (MPF), no qual a empresa se compromete em não desmatar a Ilha. “Eu sou um defensor do Rio São Francisco, e a ilha faz parte do rio. Eu fiz um documento e encaminhei ao MPF, me comprometendo em desmanchar as construções de alvenaria que existem na Ilha, e depois plantar árvores nativas. Nosso objetivo é melhorar o espaço”, garantiu. (foto/Rinaldo Lima)

Petrolina
céu claro
23.2 ° C
23.2 °
23.2 °
60%
6.6kmh
0%
qui
30 °
sex
27 °
sáb
28 °
dom
27 °
seg
28 °