Zenildo do Alto do Cocar evita falar em ‘já ganhou’, mas acredita em reeleição sem dificuldades de Miguel Coelho nas eleições 2020

6
Foto: Blog do Carlos Britto

Um dos principais ‘soldados’ do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido), na Casa Plínio Amorim, o vereador Zenildo do Alto do Cocar (PSB) ratificou as declarações feitas a este Blog pelo líder governista Aero Cruz (PSB), sobre o projeto de reeleição de Miguel em 2020. A exemplo do seu colega, Zenildo acredita que apesar de Petrolina ter a possibilidade, pela primeira vez, de realizar o pleito municipal em dois turnos, já que passou dos 200 mil eleitores, o prefeito não terá dificuldades de se reeleger ainda no primeiro turno.

A gente não pode dizer é que já ganhou. Mas Miguel, com sua aceitação e com as ações que estão chegando a todos os bairros, já sairá vitorioso no primeiro turno”, analisou Zenildo, em entrevista nesta quinta-feira ao Programa Carlos Britto, na Rural FM.

Para o vereador da base aliada, o prefeito vem conseguindo fazer mais em dois anos do seu primeiro mandato do que o antecessor, Julio Lossio, nos dois mandatos (2009/16). “Tenho pra mim que Miguel terá esse reconhecimento da população”, ponderou Zenildo. Reeleito com 3.476 votos para a Casa Plínio Amorim no último pleito, o governista espera melhorar ainda mais esse desempenho em 2020, mas frisou que isso dependerá da população. “Preciso é continuar trabalhando com muito respeito ao povo petrolinense”, completou.

6 COMENTÁRIOS

  1. Eu não sei de onde esse povo tira essa aceitação elevada de Miguel, só se for dos funças da prefeitura, da câmara e da Codevasf, por que eu não vi até agora nenhuma pesquisa com essa intenção ser publicada, me corrijam se eu estiver errado.

    E como eu falei anteriormente, ganhar a eleição ele vai, mas no primeiro turno é improvável.

    • Se ele levasse jeito para governar não tomaria um empréstimo de 60 milhões, nem dobraria o valor do IPTU e da taxa de iluminação pública. Depois de 2020 vamos saber o resultado do galego. Minha aposta é: vai parar de fazer obras e vai pagar as que foram feitas. O arrocho vai ser grande.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome