Vítima do maníaco da moto em Petrolina desabafa: “Só vou ter paz quando ele estiver preso”

2
Foto: Wanderley Alves

Um maníaco a bordo de uma motocicleta preta vem tirando o sossego de mulheres na zona oeste de Petrolina. As vítimas, que antes vinham sendo apalpadas em suas partes íntimas pelo indivíduo, agora passaram a ser também agredidas fisicamente por ele.

É o caso da comunitária Sandra Pereira de Souza. Em relato ao repórter Wanderley Alves, da Rádio Rural FM, ela contou que foi atacada pelo maníaco no último domingo (18). Moradora do Residencial Nova Petrolina, Sandra voltava para casa de bicicleta, após sair de uma igreja nas imediações, quando foi surpreendida.

Senti apenas o impacto por trás e caí. Na hora eu senti o braço quebrado. Ele queria me matar. Se não fosse uma senhora, que me ajudou, eu acho que teria morrido”, lembrou Sandra,que foi socorrida ao Hospital Universitário (HU). Ela acrescentou que uma amiga também foi vítima do tarado. “A minha amiga quebrou a clavícula e terá de passar por cirurgia. E teve outras duas que foram apenas apalpadas, não ficaram feridas”, contou.

Sandra contou que não dá para ver o rosto do motoqueiro por causa do seu capacete, mas disse que ele é magro e de estatura média. Sandra também faz um alerta às mulheres que costumam praticar exercícios ou caminhadas na área dos bairros São Gonçalo e Rio Corrente, além dos Residenciais Nova Petrolina, Brasil e San Rafael. Ela também clama por providências urgentes das autoridades de segurança, no intuito de prender o motoqueiro. “Além do trauma psicológico, tem também o físico. Estou toda quebrada. Só vou ter paz quando esse homem estiver preso”, completou.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome