Vigilância Sanitária de Petrolina adverte sobre cuidados com armazenamento de ovos após apreensão de duas toneladas do produto na cidade

0
(Foto: Reprodução)

Pequeno, barato, rico em proteínas, vitaminas e sais minerais, o ovo é quase unanimidade na cozinha. Apesar disso, a popularidade e a versatilidade do produto não eliminam cuidados necessários de controle de qualidade. É o que adverte a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) de Petrolina, que apreendeu esta semana duas toneladas de ovos comercializado de forma irregular em dois estabelecimentos da cidade – um no bairro Parque Massangano e outro na Avenida Honorato Viana.

Segundo a AMVS, em períodos com temperaturas mais elevadas no Vale do São Francisco, os cuidados ao armazenar produtos perecíveis precisam ser redobrados. Os riscos de contaminação dos alimentos são maiores e, consequentemente, os problemas de saúde, como intoxicações alimentares, também aumentam.

Com relação ao consumidor, a atenção começa na hora da compra. “É importante sempre observar a data de validade e verificar se a embalagem não está danificada, além do armazenamento“, alerta o inspetor sanitário Kahel Neves.

Depois da compra, começam os cuidados em casa, no armazenamento. O ovo pode ficar fora ou dentro da geladeira. Em ambos os casos é preciso ter atenção a alguns detalhes. “O transporte e a variação de temperatura são fatores que podem afetar a qualidade do produto. Na geladeira, tem que ficar num local não muito próximo do congelador para não congelar. Caso fique fora da geladeira, é preciso armazenar em um local fresco e bem ventilado. Na hora do consumo, alguns sinais podem indicar se o ovo está bom ou não. Entre eles, estão o cheiro e a consistência da clara e da gema“, orienta.

Fiscalização

O inspetor sanitário ainda recomenda que a população compre produtos legalizados pelos serviços de inspeção sanitária e opte por estabelecimentos licenciados. Como este Blog mostrou recentemente, o trabalho de fiscalização da SMVS foi intensificado em Petrolina após uma solicitação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Com a popularização dos ‘carros de ovos’, é necessário ficar atento para a qualidade do produto e as normas que precisam ser seguidas. A intenção, segundo a AMVS, é garantir a segurança alimentar da população.

De acordo com a AMVS, as fiscalizações estão acontecendo não apenas nas vendas ambulantes, mas também em todos os estabelecimentos que comercializam ovos. Para que o consumidor se certifique de que os ovos têm boa procedência, outro fato importante é verificar se o produto possui registro. O consumidor que verificar alguma irregularidade na venda do produto, deve denunciar à Ouvidoria do Município, através do 156.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome