Vereadores ‘faltosos’ respaldam decisão de Osório em encerrar sessão por falta de quórum

3

vereadores presentes sessão casa plinio amorimNa primeira sessão plenária valendo o novo horário determinado na última terça (26) pelo Projeto de Resolução do Legislativo – às 9h, sem tempo de tolerância –, o presidente da Mesa Diretora,  Osório Siqueira (PSB), encerrou os trabalhos um minuto depois, por falta de quórum. No momento havia apenas seis vereadores presentes no plenário. Pelo Regimento Interno, o número mínimo para a sessão funcionar é de um terço da Casa, ou seja, sete vereadores. Apesar disso, os ‘faltosos’ reconheceram a decisão de Osório.

Um dos seis que estavam no plenário, o governista Ailton Guimarães (PMDB) esbravejou no momento em que o presidente encerrou a sessão. “Isso é uma vergonha, falta de compromisso!”, declarou, ao criticar os colegas ausentes.

Ailton disse ter apresentado uma emenda para manter o horário anterior para as sessões (8h), mas a maioria não quis. Ele lembrou que outras mudanças no horário já aconteceram (inclusive para o turno da noite), e lamentou que mesmo assim esses contratempos ainda ocorram. “Eu sei que imprevistos acontecem, mas a sociedade nos cobra, e com razão, para cumprirmos o horário”, justificou o vereador, parabenizando a atitude de Osório.

Outro que elogiou a postura do presidente foi o líder de Governo Ednaldo Lima, que também não se encontrava em plenário. Ele explicou, no entanto, ter dado sua justificativa à Secretaria Administrativa da Casa, uma vez que estava em seu gabinete tratando de um projeto de lei de interesse da população. Ednaldo respaldou a decisão de Osório, ressaltando que espera não ver mais sessões encerradas por falta de quórum. O vereador Paraíba também compreendeu o presidente, mas disse que sempre costuma chegar cedo em dia de sessão. Hoje, no entanto, ele estava fiscalizando uma grande obra de saneamento no Bairro Dom Avelar, na zona norte, e chegou 15 minutos atrasados. “Estava cumprindo meu dever”, pontuou.

Além de Ailton, os demais vereadores presentes no plenário da Câmara Municipal foram Ronaldo Cancão (PTB), Cristina Costa (PT), Pedro Fillipe (PSL), Major Enfermeiro (PMDB) e o próprio Osório.

3 COMENTÁRIOS

  1. Observem bem eleitores. Essas coisas são históricas na casa. Se os vereadores querem exercer sua profissão de formação, que sejam, mas não se candidatem. Vocês sabem os dias e horários das seções. Mudam a todo instante e mesmo assim fazem essa palhaçada. E a culpa????? É nossa claro, que elegemos esses irresponsáveis para nos representar. Fora as brigas imundas que eles fazem na casa, sendo comparadas com a vexatória votação do impeachment.
    Mas temos como resolver isso, e é este ano. Basta não votarmos em nenhum dos 19 que aí estão. Bora lá fazer uma renovação total, 100%. Em outubro teremos a chance de mudar tudo, e não apenas ficar reclamando em redes sociais. Mudança total da câmara de vereadores de Petrolina, eu apóio!!!!!!
    Ainda vem um bando de MENTIROSO dizer que estavam a serviço da população. Ora, façam-me o favor!!!!!! Ainda vêm subestimar a nossa inteligência.

  2. Fiscalizando uma obra e justamente no dia e na hora da seção? Ah, já sei a obra iria começar e terminar naquele dia e naquele horário. Faça-me o favor, não nos chamem de burros, idiotas e cegos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

4 × dois =