Vereadora de Juazeiro denuncia prefeitura por suposto uso indevido de prédio da antiga Santa Casa de Misericórdia

0

A vereadora Valdeci Alves (PMDB) cobrou esclarecimentos à prefeitura, durante sessão plenária de ontem (5) na Casa Aprígio Duarte Filho, sobre a utilização do prédio da antiga Santa Casa de Misericórdia de Juazeiro. “Há anos essa questão vem trazendo vários transtornos a ex-funcionários da Santa Casa. Foi um hospital que sempre prestou atendimento à população juazeirense. Teve um contrato de aluguel com um prazo de 25 anos. Nunca aceitei, mas, por forças maiores, foi acordado para resolver as questões com os ex-funcionários e, no ano passado, fez um distrato com a Santa Casa”, declarou.

Além disso ela frisou que, embora tenha sido rompido o contrato, o prédio continua sendo utilizado pela prefeitura. “Ainda hoje a PMJ [Prefeitura Municipal de Juazeiro] está usando o espaço da Santa Casa, mesmo a Secretaria de Saúde deixando de pagar esse aluguel. Nem paga e nem desocupa. Algumas pessoas não entendem a luta dos ex-funcionários e falam sem saber que nós é que sofremos as consequências”, esclareceu a vereadora, a qual já fez parte dos quadros da antiga unidade de saúde e por isso ganhou o apelido de “Neguinha da Santa Casa”.

Atualmente, segundo Valdeci, cinco salas e dois banheiros estão sendo utilizadas para o vídeomonitoramento do trânsito, mas nenhum acordo foi feito para sanar as dívidas com os ex-funcionários. “O valor a ser pago é de R$5 mil, que não resolve os problemas. Estive conversando com o advogado da PMJ e ninguém consegue explicar o que acontece. Precisamos saber quem vai pagar essas indenizações. Se o prédio não serve para a policlínica, por que agora querem o prédio da Santa Casa? O pior é que todo o material de lá sumiu. Isso é o que nos deixa mais instigada. Até a estátua de bronze sumiu. Queremos saber o que foi feito com esse material e o que está sendo feito a partir de agora. Muitas pessoas estão envolvidas nisso, deve ser por isso que as coisas estão tão obscuras”, disse.

A vereadora ainda reforçou que nenhum valor deve ser repassado aos atuais dirigentes da Santa Casa. “O aluguel do prédio deve depositado em juízo para quitar dívidas trabalhistas com os ex-funcionários da Santa Casa”, finalizou. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

quinze + 4 =