Frutas de clima frio começam a se consolidar no Vale do São Francisco

1

maçaConhecidas por serem cultivadas em regiões de temperaturas mais baixas, algumas frutas como maçã, caqui, pera, cacau e rambutã começam a se consolidar no Vale do São Francisco.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) iniciou as experiências de adaptação dessas espécies na região, há alguns anos. O trabalho deu tão certo que as culturas já se adaptaram ao semiárido, por meio da tecnologia da irrigação.

O Vale tem potencial, por exemplo, para produzir mais de 60 toneladas da pera por hectare, no quarto ano de cultivo, com a possibilidade de produção de duas safras por ano – segundo os testes realizados.

Os resultados com o plantio de novas culturas obtidos até então têm se mostrado promissores. “Para se ter uma ideia, as variedades de pereira e macieira que estamos pesquisando necessitam de, no mínimo, 400 horas de frio, com temperatura inferior a 7,2º C. Aqui no Vale do São Francisco não temos nem um minuto sequer com essa temperatura e, no entanto, estamos produzindo maçãs, peras, caquis e outras frutas”, afirma o pesquisador Paulo Roberto Lopes.

O produtor Andrea Pavesi cultiva uvas de mesa em Petrolina e, há três anos, mantém em sua propriedade uma área para cultivo de maçãs e peras. “Das seis variedades de maçã que testamos, selecionamos duas que acreditamos ter potencial comercial: a Eva e a Princesa. Em 2015 ou, no máximo em 2016, queremos ter uma área comercial implantada”, aposta. (Fonte: Embrapa/Toda Fruta)

1 COMENTÁRIO

  1. Parabens Dr Paulo Roberto. Voce é gente que faz o Vale.
    Sabemos dos boicotes que voce sofreu e sofre por esse desgoverno do PT local e estadual. Os cães ladram e a caravana vai em frente.
    A região agradece a sua competência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome