Último dia do Carnaval de Juazeiro é marcado pela mistura de ritmos e grande público

0

O último dia do Carnaval antecipado de Juazeiro (BA) foi marcado pela irreverência e grande público, nos três polos. O palco multicultural do Polo Manuca Almeida (Rua da 28) trouxe o saudosismo dos antigos carnavais.

Já no Polo Ivete Sangalo (Avenida Adolfo Viana e Orla I), a primeira banda a entrar no circuito foi a Pagodança, que aqueceu o público; em seguida foi a vez dos Amadores Profissionais levar muito rock para a avenida, com o guitarrista Edésio César e a cantora Andrezza Santos. Como carnaval é mistura de ritmos, não podia faltar o tradicional forró. Por isso, Targino Gondim fez o público dançar ao som da sua sanfona. Ainda passaram por lá blocos, o cantor Lenno e as bandas Attooxxá, EdCity, Cris Mel, New Bis e Duplo Swing, e claro, a principal e mais esperada atração da noite: o sertanejo Gabriel Diniz, que levantou e arrastou os foliões atrás do seu trio.

No Polo João Gilberto (Orla II), a mistura de ritmos fez os foliões dançarem ao som dos mais variados estilos musicais. A folia começou com a apresentação da dupla Ytalo e Maciel e em seguida a banda sertaneja Seu Maxixe. Sucessos como ‘Requebra’, ‘Deusa do Amor’, ‘Rosa’, ‘Vem meu Amor’, entre outras músicas proporcionaram a multidão uma belíssima apresentação da banda baiana Olodum. A atração mais esperada da noite aumentou a euforia do público que lotou a Orla 2  da cidade. O cantor Léo Santana levou os fãs ao delírio até quase 5h de hoje (29).

(fotos/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

2 × 3 =