Uauá: Professores voltam a paralisar atividades e reforçam cobrança por reajuste salarial

0

Como haviam prometido, os professores da rede municipal de Uauá, no norte da Bahia, liderados pela APLB/Sindicato local, voltaram a paralisar suas atividades no dia de ontem (23). Eles protestam contra administração por não reajustar o salário da categoria em 11,36% – reajuste anunciado pelo Ministério da Educação no início deste ano.

Os professores encontraram-se na Praça São João Batista (conhecida como ‘praça da resiliência’), no Centro da cidade, usando camisetas e adesivos com a frase “Nosso partido é a Educação”. Criticando a política “de retrocesso e desvalorização” implantada no município, eles seguiram em passeata pelas principais ruas da cidade,  acompanhados de motos e carros.

A direção apresentou o calendário de paralisação, informando que vai para o interior do município. A categoria já entrou com representações na Justiça e aguarda um posicionamento. As paralisações vêm ocorrendo deste o início do ano. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome