Sudene prorroga prazos de pagamento

por Carlos Britto // 24 de janeiro de 2009 às 11:45

Diante da crise que se instalou no Vale do São Francisco, resultando em 12 mil demissões, os fruticultores da região têm uma boa notícia publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje. O Conselho Deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) aprovou uma resolução que prorroga os prazos de pagamento dos financiamentos feitos pelos fruticultores com o Banco do Nordeste (BNB). A dívida de todos os produtores do Nordeste é superior a R$ 1,3 bilhão. Além dos produtores do Vale, as grandes empresas integrantes do Programa Nordeste Exportação (Nexport) terão mais recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Ambas as medidas foram submetidas, ontem, com urgência, para a assinatura do presidente do conselho, Geddel Vieira Lima, também ministro da Integração Nacional. Sobre os fruticultores, principalmente de uva e manga, o superintendente da Sudene, Paulo Fontana, explicou que as operações de investimentos com o BNB foram prejudicadas devido à crise financeira internacional, que ocasionou uma demanda reprimida e, consequentemente, queda no faturamento dos produtores. “Os agricultores que pegaram financiamento para custeio e investimento não estão conseguindo pagar”, completou. A medida para os fruticultores tem um prazo limite até 30 de abril para negociação. Para os financiamentos de custeio, os vencimentos a partir de setembro passado serão refinanciados, na condição do produtor pagar 5% do saldo devedor, à vista, e o restante ser pago em cinco parcelas a partir de 2010. Já para as dívidas em investimento, 2% do saldo devedor deverão ser pagos, também à vista, e, dependendo do contrato, os mesmos números de parcelas serão pagas ao fim do contrato firmado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.