STF nega pedido de liberdade a detidos após protestos em Brasília

por Carlos Britto // 17 de janeiro de 2023 às 09:30

Foto: Evaristo Sá/AFP arquivo

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ontem (17) dois pedidos de liberdade a presos após os atos antidemocráticos de 8 de janeiro.

O ministro rejeitou a libertação por questões processuais. Citando jurisprudência da Corte, Lewandowski entendeu que não pode julgar, por meio de habeas corpus, a decisão do ministro Alexandre de Moraes – que determinou a prisão de todas pessoas que estavam no acompanhamento instalado no quartel do Exército em Brasília no dia dos ataques.

Os pedidos de liberdade foram protocolados pela defesa do empresário Eduardo Zeferino Englert, de Santa Maria (RS). Os advogados alegaram que ele não tem relação com o financiamento dos atos, pagou sua passagem de ônibus com os próprios recursos para participar pacificamente da manifestação e chegou a Brasília após os atos de vandalismo.

A advogada de Francisca Elisete Cavalcante Farias disse que ela estava no acampamento em frente ao quartel, mas somente participou de atividades religiosas e não esteve na Esplanada dos Ministérios.

CNJ

Mais cedo, a corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informou que deve concluir hoje as audiências de custódia dos mais de mil presos acusados de participação nos atos. Conforme o último levantamento divulgado pelo conselho, 1.418 pessoas foram presas. Elas foram encaminhadas ao presídio da Papuda e à penitenciária feminina da Colmeia, ambos no Distrito Federal. (Fonte: Agência Brasil)

STF nega pedido de liberdade a detidos após protestos em Brasília

  1. ESPEDITO RODRIGUES disse:

    Eleição forjada pelos comunistas do STF tá na cara. O Alexandre XANDÃO, vive inquieto sem sossego, medo de levar um corretivo dos patriotas…

  2. José Pedro Quirino disse:

    Na hora do quebra-quebra todos comemoravam como corajosos. Agora todos são santos. Bom que continuem na cadeia. Se estavam lá não tem como não terem culpa.

  3. E OS PTISTAS ACHAVAM QUE O PALHAÇO ERA O BOZO! FAZ O L disse:

    ENQUANTO ESSE “supremo tribunal fedorento” for ocupado por protetores de políticos bandidos é não por juízes de carreira, iremos assistir a esse filme de terror diariamente, onde criminosos reincidentes, inclusive esse ladrão terrorista colocado na Presidência pelo stf, são soltos, enquanto cidadãos que exigiram transparência pública nas eleições são maltratados e presos ilegal e arbitrariamente. O DEVIDO PROCESSO LEGAL FOI RASGADO POR ESSECRIMINOSO DO STF. SUPREMO É DEUS! OS 11 LIXOS DA CORTE NÃO PASSAM DE CRIMINOSOS!
    PENA QUE VOCÊS NÃO PUBLICAM A INSATISFAÇÃO DO POVO DE BEM!

  4. Rafael Torres disse:

    Não foram protestos, foram atos terroristas e vandalismo. Não são manifestantes, são bandidos e terroristas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.