STF adia julgamento para diploma de jornalista

por Carlos Britto // 12 de junho de 2009 às 14:12

diploma-jornalista1O julgamento do recurso extraordinário que questiona a exigência do diploma em curso superior de jornalismo como requisito para o exercício da profissão, que estava previsto para a última quarta-feira (10), no Supremo Tribunal Federal (STF) foi adiada para a próxima quarta-feira (17). 

A exigência está suspensa por causa de uma decisão provisória do presidente do tribunal, ministro Gilmar Mendes que acredita que exigir o diploma do jornalista é restringir a manifestação do pensamento e a liberdade de informação.

STF adia julgamento para diploma de jornalista

  1. Renato disse:

    Gilmar Mendes, está completo de razão… não é preciso ter diploma… Juazeiro e Petrolina são exemplos para o Brasil… um celeiro de grandes jornalistas e orgulho regional e que não possuem diploma como: Raimundo Amarildo, Waltermário Pimentel, Jean Rêgo, Claudio Fárias, Dadau, Edenevaldo Alves, Wiston Monteclaro, Gil Doideira, Mineirinho,Ramos Filho entre outros… verdadeiros baluartes da imprensa regional e que servem de exemplo para os futuros jornalistas.

  2. A propósito... disse:

    Afinal, se não é preciso diploma, parav que servem as faculdades? é melhor feichá-las.

  3. Calma gente, calma!!!... disse:

    Este pais está desenvolvendo, não há mais lugar para rábulas. Todos têm mesmo é que estudar par ter um diploma. Jornalista sem diploma é o mesmo que um rábula advogando.

  4. vera medeiros disse:

    Médico pode exercer a profissão sem o diploma? Advogado pode ? Ser engenheiro significa ignorar o curso universitário? É aceitável professor dando aula sem que tenha estudado para isso? Então, por que jornalista seria diferente ? Para que universidades de Comunicação? Há respostas óbvias para tudo isso. O ministro Gilmar Mendes, além de ser uma vergonha para o Judiciário brasileiro, é ignorante no que diz respeito à formação acadêmica de um jornalista.

  5. Marivaldo disse:

    Defendo que Comunicação e Jornalismo deveria ter apenas cursos técnicos a nível de 2º Grau pois os profissionais dessa área já desenvolvem as mesmas por vocação e em consequência , adquiriem talentos pela experiência no trabalho. O Comunicador e ou jornalista que desejarem expandir suas áreas de serviços, que melhorem seus currículos com cursos de idiomas estrangeiros.

  6. Tontonho disse:

    RENATO, VOCE CITA NOMES QUE MUITO CONTRIBUEM PARA O CRESCIMENTO DE NOSSAS CIDADES E REGIAO, COMO SENDO DE JORNALISTAS….
    NAO SAO… SAO RADIALISTAS!
    NADA QUE OS MENOSPREZE… MUITO PELO CONTRARIO, SAO IDONEOS, TRABALHADORES, VIVEM E SUSTENTAM SUAS FAMILIAS DO SEU SUOR, AINDA VALORIZAM A REGIAO COM UMA GRANDE CONTRIBUIÇAO.
    AGORA, JORNALISTA É UMA PESSOA COM CURSO SUPERIOR PARA ATUAR NA AREA. DEVERIAMOS, PARA COMEÇAR A HISTORIA ENTENDENDO BEM O SIGNIFICADO DAS DUAS PALAVRAS…
    OUTRO ERRO BASTANTE COMUM SE REFERE AS ENFERMEIRAS E AS AUXILIARES DE ENFERMAGEM…. TODOS GOSTAM DE SEREM CHAMADAS DE ENFERMEIRAS! AS PRIMEIRAS SAO AQUELAS QUE ENFRENTARAM A FACULDADE E POSSUEM DIPLOMA DE NIVEL SUPERIOR NA AREA.

  7. NETO DO BOLO disse:

    Tontonho, voce tem razao!
    Talvez chamando o JORNALISTA e o RADIALISTA, de acordo com seu nivel de estudo e curso realizado, tenhamos até alguns dos nossos amigos a necessidade de fazer um curso superior na área.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *