Socioeducandos da Funase em Petrolina participam da Semana do Meio Ambiente

0
(Foto: Divulgação)

Os adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Petrolina estão participando de atividades alusivas à Semana do Meio Ambiente. Passeios em trilhas ecológicas e parques naturais, participação em palestras e visita a espaços que trabalham a fauna e a flora são algumas atividades da programação. Até o fim da semana, a ideia é contemplar todos os 52 jovens atendidos pela unidade, que é administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

A primeira atividade foi uma visita ao Centro de Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna), da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). No local, os socioeducandos aprenderam sobre as espécies que vivem na região. Outros 20 adolescentes participaram de uma trilha ecológica no campus Zona Rural do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE).

Já na última quarta-feira (5), a atividade foi desenvolvida no Parque Josepha Coelho. Na ação, outro grupo de jovens da Funase participou de uma palestra sobre a flora e a fauna. Ainda nesta semana, outras duas ações pedagógicas estão programadas. Na quinta (6), foi feita uma visita ao Parque Zoobotânico, com a presença de todos os socioeducandos do Case Petrolina. Já na sexta (7), mais um grupo de jovens da unidade será contemplado com uma palestra no Cemafauna.

Para a coordenadora geral do Case Petrolina, Nídia Alencar, inserir os socioeducandos em atividades que conscientizem sobre a preservação do meio ambiente contribui para estabelecer uma relação de compromisso e cidadania. “Nossa unidade não só trabalha com os adolescentes, mas também com os funcionários, que participam. O objetivo maior é que o jovem preserve a natureza, seja a fauna, a flora ou qualquer dos biomas. Tudo isso acaba contribuindo para o cumprimento da medida socioeducativa deles”, afirmou.

Pauta recorrente

A preservação do meio ambiente é uma pauta recorrente nas atividades desenvolvidas pela Funase. Socioeducandos do Case Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, por exemplo, participam de um projeto de produção e manutenção de mudas em um viveiro florestal instalado na localidade. Já os adolescentes atendidos na Casa de Semiliberdade (Casem) Caruaru, no Agreste, têm sido inseridos em turmas do Projeto Semeando Vidas, que desenvolve ações de manutenção de trilhas na Serra dos Cavalos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome