Sinpol-PE pede a Miguel Coelho isenção de IPTU para policiais residentes em Petrolina

por Carlos Britto // 17 de agosto de 2021 às 07:20

Foto: Sinpol-PE/divulgação

Em meio às visitas nas delegacias do Sertão pernambucano para debater junto com a categoria a pauta de reivindicação em torno da Campanha Salarial 2021/2022, a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) reuniu-se nesta segunda-feira (16) com o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB). Em pauta, a isenção da taxa de IPTU para os profissionais residentes na cidade.

De acordo com o presidente do Sinpol-PE, Rafael Cavalcanti, a ação é uma das lutas do sindicato junto às prefeituras de Pernambuco. “Buscamos a valorização do policial civil em todos os âmbitos do poder, e esse diálogo com os prefeitos é de extrema importância para que sejamos valorizados onde residimos. A reunião com o prefeito Miguel Coelho foi bastante produtiva e acredito que há a possibilidade de um desfecho positivo para os policiais civis que aqui residem“, detalhou Rafael.

A diretoria do sindicato encaminhou a Miguel o ofício 153/2021, que detalha a importância da isenção do IPTU para os profissionais da cidade. Na ocasião foi solicitado que o Sinpol-PE encaminhasse relação com os policiais que residem e têm residência própria em Petrolina, para que fosse feito um estudo de impacto financeiro e de viabilização do projeto.

Sinpol-PE pede a Miguel Coelho isenção de IPTU para policiais residentes em Petrolina

  1. Sempre Atento disse:

    Não querem nada, muita cara de madeira,se ele fizer isto a sociedade toda tem direito.

  2. Francisco disse:

    Que situação vergonhosa. Não se pode barganhar com o dinheiro público. Tire do seu bolso e pague o IPTU de quem bem entender. A tributação brasileira é baseada na contributividade e SOLIDARIEDADE. Até Jesus (que é dono de tudo) pagou tributos neste mundo ( a César o que é de Cesar). O que falta ao país é a valorização das carreiras. Exemplo,: por que um PRF que passa o dia todo em uma sala ( com ar condicionado), na Internet, enquanto carreiras que diariamente se depara com o crime tem que receber um salário extremamente inferior em relação a eles. Ou seja, carreiras praticamente inúteis, é o que se verifica no dia a dia, ganhando uma fortuna em relação a outras, como é o caso da categoria de policiais civis. O que precisa ser revisto são as carreiras, não a prática da barganha com dinheiro de todos nós.

  3. João da Costa Castro disse:

    Imaginem os senhores leitores se todas as categorias profissionais buscassem valorização com a isenção do IPTU? Ninguém mais iria pagar o imposto. A lista é enorme, professores, profissionais da saúde, da assistência social… etc. Todos os profissionais merecem valorização, mas ela deve ser buscada com o ente empregador, seja com melhores salários ou melhores condições de trabalho.

  4. Anderson disse:

    Acho que o pessoal do Sinpol-PE esta equivocado quanto a matéria, quem deve valorizar a classe é o governo do estado, outro ponto em questão é constitucionalidade da isenção, se todos os segmentos solicitarem isenção de IPTU para seus associados, quem vai pagar IPTU em Petrolina?

  5. ANDREI disse:

    MEU DEUS É FIM DOS TEMPOS MESMO ISSO NAO EXISTE… FALTA DE CONSCIENCIA DOS POLICIAIS E SE O PREFEITO ACEITAR É GOSTAR DE MASSACRAR A POPULAÇÃO NADA HAVER A SIMPOL PEDIR UM NEGOCIO DESSE AO PREFEITO…

  6. CARLOS disse:

    SE PEDISSE UMA UM DESCONTO NAO DIZIA NADA MAIS ISENÇÃO É DEMAIS… QUE TAL DA ISENÇÃO PRA TODOS AI EU CONCORDARIA…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *