Sílvio Camelo: “Diretor de empresa não é vilão, faz o que a prefeitura manda”

por Carlos Britto // 15 de abril de 2009 às 21:13

Na audiência pública aqui na Câmara de Vereadores de Petrolina, o  diretor de Relações Públicas do Setranvasf (Sindicato dos Transportes Coletivos de Passageiros do Vale do São Francisco), Sílvio Camelo, acaba de se pronunciar na tribuna. Ele disse que Petrolina precisa saber que “chegou a hora de responsabilizar quem tem que ser responsabilizado”.

Ele cobrou forte a prefeitura:

Quem gere o transporte é a EPTTC, é ela quem diz se vou, quando vou, onde eu paro e tudo mais. Então quem decide é a gestão municipal. Fica se colocando culpa nas empresas de transportes coletivos e nossas tarifas estão defasadas. Estamos com tudo atrasado pois o sistema também nos prejudica“, informou.

Uma ausência notada na audiência pública foi a falta de representação dos taxistas.

Sílvio Camelo: “Diretor de empresa não é vilão, faz o que a prefeitura manda”

  1. curioso disse:

    Oiiiiiii ! Tome!

    vcs saibam … o povo grita!

    Tome seu Marcelo

  2. carapicuiba disse:

    É e se não tivesse o controle da EPTTC a tarifa já tava nos R$ 4,00. Outra coisa, a joalina passou anos sem recolher os encargos dos seus funcionarios, leaozinho quase ia preso por causa disso. A menina morena e a vale do sol vieram pra quebrar a transnova e o dinheiro que faturam vai todo pra fora. A esculhambação ta aí ja faz é tempo.

  3. taxista disse:

    Esse pessoal de táxi já esta mas do que quebrado não estão podendo nen pagar a taxa da coperativa de taxi , por isso não tem representatividade. A coperativa de taxi esta fechada. Outro motivo é que a grande maioria dos donos de taxis são aposentados recebendo muito bem, tirando assim oportunidade de quem precisa,isto o regulamento é contrario e a EPTTC não ver.Como é que poderemos ter representante. Então quem tenta sobreviver só de táxi está em dificuldade grande ,pois, seus direitos são desrespeitados. mototaxi aborda os passageiros nas saídas dos eventos enquanto o taxista pelo o regulamento não pode, tem que esperar o passageiro no seu carro em fila. A EPTTC sabe que a cidade de petrolina está cheia de TÁXI PIRATA . Quem é que tem a função de coibir? Porque não o faz? Nossos pontos estão invadidos por mototaxis e táxis clandestinos. Nos eventos não se tem nen mesmo a preocupação com a definição de parada de táxi, é como se o táxi não existesse , é como não fosse de ultidade publica. Precisamos de representativida enquanto ela não vem só nos resta apelar ao poder publico prá nos socorrer…..

  4. Opara disse:

    Nesse ponto Jorge está certo. A concorrência não veio para melhorar o nosso transporte coletivo, e sim para desestruturar.

  5. Danilo Mororó disse:

    Caro Carlos Britto

    Não fique zangado comigo pelos meus comentários às suas matérias. Mais uma vez o amigo esqueceu de explicitar o assunto, na matéria acima vc não fala de qual empresa o Sr. Sílvio Camelo é diretor.
    Outro dia vc fez um comentário sobre Uma Assembléia Legislativa no Brasil, no entanto ¨esqueceu¨ de dizer que era da Bahia, assim como não disse o dia em que acontece a Jecana do Capim.
    Não sou jornalista, mas toda matéria tem de seguir um roteiro…quem, quando, onde,etc.
    Faço minhas colocações no intuito de ajuda-lo, pois sou leitor diário do seu blog.
    Forte abraço

    Danilo Mororó
    Chefe de Gabinete da Presidência da ARPE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *