Setor de trânsito de Juazeiro alerta sobre uso correto do cinto de segurança

por Carlos Britto // 24 de setembro de 2022 às 19:00

Foto: Reprodução/Internet

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) de Juazeiro (BA) realizou mais uma campanha de conscientização, integrando a Semana Nacional de Trânsito, que aconteceu de 19 a 23 deste mês. Houve o reforço para que motoristas e passageiros redobrem a atenção sobre ultrapassagens, velocidade permitida nas vias, uso proibido do celular ao dirigir e utilização do cinto de segurança e da cadeirinha, além de manter atenção à sinalização.

A CSTT reforçou que, no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a obrigatoriedade de utilização do cinto é para todos os ocupantes dos veículos automotores, inclusive no banco traseiro. A não utilização do equipamento é uma infração de trânsito de natureza grave, com penalidade de multa.

Uso correto do cinto

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, o cinto de segurança reduz em 70% os riscos de lesões e em 40% os riscos de mortes dos ocupantes de um veículo. Quando o veículo estiver em movimento, mantenha o banco de forma que o cinto de segurança fique sobre o ombro e nunca perto da face ou pescoço. No caso do cinto abdominal, este deve estar acomodado sobre a região pélvica, com folga de aproximadamente 3 cm.

Outro cuidado é verificar se o cinto está torcido e estendê-lo para fixar ao clipe. Além da sua segurança, o cinto proporciona uma postura correta ao dirigir e mantém o corpo em posição estável, reduzindo a fadiga e aumentando a concentração no trânsito.

O diretor-presidente da CSTT, Tenório Filho, salienta que o uso do cinto de segurança pelos passageiros também é um dever do condutor. “A gente sempre reforça que é responsabilidade do condutor cobrar que os passageiros coloquem o cinto, sempre que entrarem no veículo, afinal de contas o cinto é um instrumento para salvar vidas. A CSTT vem realizando diversas campanhas e ações e frisa essa e outras questões. Então são aprendizados que as pessoas devem levar em consideração e aplicar no dia a dia”, reforça Tenório.

Dados em Juazeiro

Somente nos primeiros seis meses de 2022, segundo dados do setor de Fiscalização de Trânsito da CSTT, foram registradas 728 notificações de condutores por falta de uso de cinto de segurança e 20 de passageiros sem uso do equipamento.

O supervisor de Educação para o Trânsito da CSTT, João Carlos de Sousa, faz um apelo para que os cidadãos utilizem o equipamento de segurança. “A gente nunca cansa de ressaltar que o cinto de segurança é obrigatório e é o meio mais eficaz de reduzir ferimentos graves e mortes em acidentes de automóvel. A utilização do cinto evita que os ocupantes do veículo sejam arremessados para fora do automóvel, portanto, o cinto salva vida”, enfatiza João Carlos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.