Sessão da Casa Plínio Amorim quase é encerrada por falta de quórum e Cancão desabafa: “Não estou aqui para destruir ninguém”

1

Por pouco a sessão plenária desta terça-feira (19) da Câmara Municipal de Petrolina – a qual este Blog ontem (18) disse que seria relâmpago – não aconteceu. O motivo? falta de quórum.

Quando o presidente em exercício da Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim, vereador Ronaldo Cancão (DEM), abriu os trabalhos, havia apenas seis vereadores no plenário. Cancão, então, esperou por volta de sete minutos até alguns colegas tomarem seus assentos para dar o quórum mínimo e iniciar a sessão, que durou menos de duas horas.

Antes de encerrar, ele alegou que não queria desgastar nenhum colega, e por isso decidiu aguardar alguns minutos até que alguns deles viessem ao plenário. “Hoje eu dei uma demonstração de amizade aos senhores. Eu poderia encerrar a sessão, mas preferi esperar porque não estou aqui para destruir ninguém. Eu penso na coletividade”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome