Sem sabão e máscara, enfermeiros de Pernambuco ameaçam greve por falta de proteção contra coronavírus

0
Foto: FÁBIO COSTA/JC IMAGEM

Sem sabão, máscaras e álcool em gel. O que parece essencial para o trabalho de qualquer profissional de saúde em tempos da pandemia do novo coronavírus, falta nos hospitais estaduais de Pernambuco, de acordo com a denúncia de enfermeiros vinculados às unidades médicas. Por isso, a classe ameaça paralisar as atividades a partir desta segunda-feira (23).

A intenção do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco (Seepe), que organiza o movimento, é manter 50% dos profissionais trabalhando. A associação diz ainda não ter recebido quaisquer respostas do Governo de Pernambuco sobre a falta dos equipamentos de proteção individual (IPIs).

Nesta quarta-feira (18), haverá uma reunião entre a classe e a Secretaria de Saúde do Estado, que deve definir se os enfermeiros irão deflagrar a greve, de acordo com Ludmila Outtes, presidente do Seepe e enfermeira do Hospital da Restauração (HR), localizado no Centro do Recife.

Em resposta ao Jornal do Commercio, a Secretaria Estadual de Saúde informou que já iniciou processo de compra emergencial de equipamentos de proteção individual para as unidades estaduais de saúde, e que as direções têm feito um trabalho de conscientização dos seus profissionais sobre o uso adequado dos EPIs, como máscaras respiratórias, avental descartável, luvas de segurança e toucas. (Fonte: JC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome