Sem projetos em pauta, debate na Casa Plínio Amorim descamba para intolerância, fascismo e PT

0
Foto: Ascom CMP/divulgação

Sem projetos de lei na sessão plenária desta quinta-feira (11), os vereadores de Petrolina levaram pouco menos de 25 minutos para votar as 11 indicações colocadas na pauta. Em seguida o vereador Major Enfermeiro (MDB), que presidia nesta quinta a Mesa Diretora, abriu espaço para a tribuna livre. Integrante da bancada governista, Ruy Wanderley (PSC) foi o único a justificar suas indicações.

Mas o posicionamento de Ruy acabou descambando novamente para as eleições presidenciais no momento em que ele apresentou requerimento sobre o Dia da Consciência Cristã. Em seguida defendeu o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o que gerou um debate sobre intolerância, fascismo e PT. Essa, inclusive, deverá ser a tônica da Casa Plínio Amorim de agora em diante, independente de quem seja o vencedor. Participaram da sessão desta quinta 15 vereadores. Com informações da assessoria da CMP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome