Segunda etapa de vacinação contra sarampo começará em Petrolina na próxima semana

0
Crédito: Jonas Santos/PMP divulgação

A segunda etapa da campanha de vacinação contra o sarampo será iniciada em Petrolina a partir da próxima segunda-feira (18). Nesta nova fase, por orientação do Ministério da Saúde, os adultos de 20 a 29 anos serão o público-alvo.

Quem não estiver com a caderneta de vacinação em dia terá a oportunidade de se vacinar até 30 de novembro, quando termina a campanha. As Unidades de Saúde da Família (USFs) estarão abertas para fazer a imunização. Na área rural, com funcionamento das 7h às 13h, e das 8h às 16h45 na zona urbana”, explica a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina tríplice viral – que protege contra sarampo, rubéola e caxumba – está disponível na rede pública por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) o ano todo. A faixa etária do público-alvo são brasileiros de 1 até 49 anos, dentro ou fora de surtos, mas justamente por causa desse fator a iniciativa também alcançou crianças de 6 meses a menores de um ano. O dia ‘D’ dessa segunda etapa ocorrerá no próximo dia 30.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Ele é transmitido da mesma forma que o vírus da gripe, de pessoa para pessoa, através do contato direto e pelo ar. O vírus pode ficar no ar ou em superfícies por horas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina“, frisa Marlene Leandro.

Sintomas

Os principais sintomas do sarampo são tosse persistente, febre, corrimento no nariz, irritação nos olhos e mal-estar extremo. Vale destacar que um grupo de pessoas não podem receber a vacina por causa de eventuais riscos à saúde. Entre eles estão crianças menores de 6 meses, pessoas com sistema imunológico comprometido e grávidas. A primeira etapa da campanha de vacinação contra o sarampo ocorreu em outubro, imunizando somente crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, e o município de Petrolina bateu a meta nacional de imunização estabelecida pelo Ministério da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome