Secretário propõe criação de polos para ampliar ensino de Libras em Petrolina

0

heitor leite Libras PetrolinaApós ser retirado de pauta na semana passada, o projeto de lei que institui o ensino da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas municipais de Petrolina, de autoria da vereadora Maria Elena, ainda não tem previsão de quando retornará à Casa Plínio Amorim. Mas o diálogo sobre o tema já começou a ser aprofundado.

Uma reunião ontem (23) entre o secretário Heitor Leite (Educação) e os vereadores Alvorlande Cruz, Ronaldo Silva e Maria Elena debateu o assunto. Na ocasião Heitor Leite mencionou os avanços na inclusão de alunos com necessidades especiais no sistema de ensino do município. Citou como exemplo o Atendimento Educacional Especializado em sala de Recurso, que oferece Libras e conta com um instrutor surdo e intérprete, o qual traduz o Português para Libras, beneficiando os alunos com deficiência auditiva.

O secretário lembrou ainda que o sistema de Libras foi “amplamente debatido” não só na cidade, como também no estado e em fóruns sobre o tema. Mas em relação ao projeto, Heitor Leite propôs, no máximo, a criação de polos para o ensino de Libras, ampliando, a exemplo do que é feito com as aulas de idiomas, os locais e as pessoas a serem alcançadas. Dessa forma, aumenta-se o número de interessados em conhecer o sistema para poder interagir melhor com os surdos. Em Petrolina há pouco mais de 20 alunos surdos. (foto: Ascom Seduc/PMP/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome