Secretário do Trabalho de PE pede agilidade ao governo federal na liberação de recursos para socorrer autônomos e micro

por Carlos Britto // 01 de abril de 2020 às 09:12

Foto: Seteq/divulgação

Vice-presidente do Fórum Nacional de Secretarias Estaduais do Trabalho (Fonset) e representante do Nordeste, o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, solicitou ontem (31/03) mais celeridade do governo federal na liberação de recursos para socorrer os profissionais autônomos e micro e pequenos empreendedores neste período de quarentena e combate ao novo coronavírus (Covid-19). Ele falou sobre o assunto em teleconferência com representantes do Ministério da Economia e secretários do trabalho de outros estados do Brasil e mencionou as particularidades de Pernambuco. Somente no Estado, existe cerca de 1,8 milhão de trabalhadores informais, de acordo com a Pnad Contínua do quarto trimestre de 2019.

É importante acelerar todos as etapas para que os autônomos possam receber, o mais breve possível,  o valor de R$ 600 (o Auxílio Emergencial). Isso se torna cada vez mais urgente, porque já estamos na segunda semana de quarentena. É a União que detém recursos para atuar em momentos como este, justamente porque temos uma partilha desigual e o Pacto Federativo até hoje não foi aprovado, mesmo tendo sido uma reivindicação frequente desde 2014“, disse Alberes Lopes.

Segundo o secretário pernambucano, as Agências do Trabalho também entraram na pauta da reunião do Fonset. Ele falou sobre a importância de o governo federal liberar os devidos recursos para ajudar a manter as Agências do Trabalho em todas as unidades da federação, mas ainda não recebeu um aval positivo, bem como os outros secretários estaduais que atuam na mesma área.

Secretário do Trabalho de PE pede agilidade ao governo federal na liberação de recursos para socorrer autônomos e micro

  1. Amigo de Petrolina disse:

    Ele sabe quje o governo federal depende da aprovação de uma PEC pelo congresso nacional, para que não venham depois acusar o “governo de crime de resposabilidade fiscal”.

    Está na hora dos estados cortarem privilégios e mordomias e fazer sua parte.

  2. Popo disse:

    Esse ai esta combinado com o Goveenador e Deputados … Querem colocar pressão em Bolsonaro pensando que o Presidente vai mandar o Dinheiro da União pra eles gerir.

    Bolsonaro já conhece a todos, sabe que existr um plano dessa gente . Que é fazer Politica com esse Dinheiro.
    Essa gente vive da desgraça do pobre.
    Eles querem gerir esse Dinheiro pra humilhar a população e aproveitar pra fazer politica suja.

    Gente Bolsonaro esta fazendo a coisa certa em colocar pra cada um dos Brasileiros poder sacar o seu dinheiro pela Caixa Econômica Federal.

    Bolsonaro conhece as Mazelas nos Bastidores do Congresso Nacional.

    Bolsinaro conhece as Mazelas dos Governadores.

    Hoje é um novo Brasil.

    1. João Alexandre disse:

      Seu comentário está certíssimo. Perfeito. Querem colocar o problema na conta de bolsonaro e tirar vantagem dos benefícios. O Brasil está mudando mesmo. Graças a Deus..

  3. Daniel Manoel de Sá disse:

    O Estado de Pernambuco está cobrando do governo federal agilidade na liberação de dinheiro. E o governo de Pernambuco não tem nenhuma verba para ajudar os trabalhadores? Talvez esteja preocupado com as alianças políticas municipais.

  4. Eleitor disse:

    Ô tal secretário, pede ao safado do teu patrão, Paulo Câmara ao menos o adiamento do IPVA, ahh isso não pode não, né?! Só querem SUGAR do povo, cambada de ladrão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.