Rotina que dificilmente mudará

6

ambulância afrânioQue a saúde pública de Petrolina anda na UTI, não é nenhuma novidade. Mas é preciso também dar um desconto.

As unidades médicas da cidade não param de receber pacientes de outras cidades e até de outros estados.

Exemplo disso foi registrado nesta sexta-feira (25), na UPAE.

Na foto, a ambulância vinda de Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, traz mais um paciente para ser atendido.

As maiores reivindicações das autoridades políticas e de saúde diz respeito à pactuação dos recursos para subsidiar o tratamento dos pacientes vindos para Petrolina.

Se todas as prefeituras, sem exceção, não fizerem a sua parte, a rotina de reclamações nos atendimentos dificilmente irá mudar. Infelizmente.

6 COMENTÁRIOS

  1. A UPAE tem atendimento regionalizado, incluindo os pacientes de Afrânio. Mas, de fato, muitas prefeituras, inclusive a de Afrânio, investem apenas em ambulância, e ainda saem bem na foto. Salgueiro, que manda seus pacientes para Petrolina até para engessar um abraço, foi considerada como uma excelência em saúde pública.

  2. Carlos Brito
    Com todo respeito que tenho a sua pessoa, mais acredito que realmente ou você tem muita raiva dos políticos que estão no poder em Afrânio, ou então está fazendo de desinformado. Acredito que você deve lembrar do convenio que as prefeituras do São Francisco assinaram com a UPA, e cada município tem a sua cota. O Município de Afrânio como muitos outros do São Francisco tem seus hospitais, e a obrigação dos mesmos é a saúde preventiva. A saúde curativa é de responsabilidade do Estado. Agora me responda a UPA é só pro povo de Petrolina e onde fica o HOSPITAL DA PREFEITURA DE PETROLINA?

  3. E Afrânio tem médicos?? Todos os dias vejo ônibus e ambulâncias vindo de lá atrás de atendimento. Hoje mesmo ao meio-dia, tinha um carro com ar-condicionado e tudo mais, parado na calçada da antiga delegacia na Pacífico de Luz. Ah… e tava escrito algo assim: “… Zelando pela saúde do povo!”

    • Dona Rita de Cassia
      Como dói a dor de cotovelo. Acredito você era uma das fantasminhas da outra administração. Concorda comigo?. Saudade da mamadeira né? Se o carro estava parado em frente alguma clinica particular, é porque o povo de Afrânio é tratado como seres humano. Se não consegue algum exame ou cirurgia através da UPA ou pelo SUS,. a prefeitura cuida bem das pessoas e paga particular. Ou você acha que devemos deixar nossos irmãos morrer a míngua? Reflita.

  4. Quando você tem uma cidade com estrutura que se sobressai as vizinhas, é o que sempre acontece. Não vai mudar e é assim em vários outros lugares. Com certeza em Recife, Arcoverde, Caruaru, Garanhuns isso também ocorre.

  5. Carlos Britto, dia 24 último estive de manhã na UPAE para marcar um retorno pra um especialista e me deparei com uma fila quilométrica e peguei um senha de número perto de 500, meu número no painel só foi chamado perto de 8 horas da noite.Achei uma falta de respeito muito grande com o ser humano passar quase doze horas esperando ser chamado pra marcar uma consulta. Seria bom se você pudesse fazer uma reportagem sobre isso pra ver se muda essa realidade no mínimo desumana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome