Revoltado com atendimento dos Correios em Petrolina, leitor solta o verbo

por Carlos Britto // 25 de agosto de 2021 às 18:58

Revoltado com o atendimento prestado pelos Correios de Petrolina, o leitor José Filho solta o verbo e cobra um posicionamento das autoridades para acabar com “esse descaso”. Confiram:

Venho solicitar os seus bons préstimos no sentido de divulgar o descaso quanto aos serviços do Centro de Distribuição dos Correios em Petrolina.

As encomendas vão chegando e se acumulando lá no pátio do CDD, sem nenhuma organização e previsão de entrega. Pra você ter uma ideia, estou com mercadorias paradas lá desde o dia 10 de agosto, e quando ligamos para o telefone de contato, sempre dá ocupado ou nunca é atendido.

Já fui pessoalmente pra tentar receber a mercadoria, sendo tratado de forma muito mal educada pelos funcionários. E ao pedir para falar com o gerente, este simplesmente mandou o recado de que não iria me atender, e pronto.

Já passou do limite do aceitável esse péssimo serviço prestado pelos Correios em Petrolina. Alguma autoridade tem que tomar uma posição sobre esse descaso aos usuários daquele serviço.

Grato,

José Filho/Leitor

Revoltado com atendimento dos Correios em Petrolina, leitor solta o verbo

  1. Paulo disse:

    Por isso que deve privativar essas mãe de comprador de horário

  2. Roceci disse:

    Estou a quatro meses esperando a entrega de uma correspondência é perca de tempo ir tentar receber lá, já fui varias vezes e nada, é revoltante essa situação, essa instituição aqui na cidade esta jogada as traças, competência são para poucos, um dia essa realidade muda.

  3. ANTONIO PAULO disse:

    Seria interessante alem de se publicar essa reclamação que se ouvisse o gerente da CDD, para que se explique o porquê das encomendas ficarem paradas no CDD por mais de 15 dias. Para se ter uma idéia,é nesse CDD que as encomendas ficam mais tempo sem movimentação, até 20 dias paradas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *