Representante dos produtores rurais em Casa Nova lamenta demora em medidas do governo federal para amenizar seca

por Carlos Britto // 17 de julho de 2012 às 19:35

Não é apenas em Dormentes (PE), no sertão do estado, que os criadores reclamam da burocracia do governo federal quanto a medidas que visam a amenizar os efeitos da seca – a exemplo do milho subsidiado para ração animal.

Em Casa Nova, no norte da Bahia, o protesto de Francelito Souza, representante dos produtores rurais do município, é semelhante. Confiram:

A seca que afeta toda a Bahia não é diferente em Casa Nova, porém algumas medidas de políticas públicas não chegam aos agricultores familiares. A venda do milho em balcão pela Conab (mais barato) até agora não chegou a Casa Nova.

Foram feitos os pedidos, mas até agora nada. Está havendo uma grande procura pela DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), que dá acesso às linhas de crédito do Pronaf para agricultores familiares com juros baixos.

Em Casa Nova é dado pela EBDA que está com um acúmulo muito grande e no momento só conta com um profissional pra atender todo o município. Isso é uma vergonha, e está gerando revolta dos produtores rurais de Casa Nova.

Francelito Souza/Representante-Produtores Rurais de Casa Nova (BA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *