Representante da Secretaria de Saúde de Petrolina tranquiliza população sobre suspeita de morte por H1N1

3
Foto: reprodução

A secretária-executiva de Vigilância em Saúde de Petrolina, Marlene Leandro, divulgou um áudio para tranquilizar a população acerca da morte da assistente social Nadjilla Francilene Lopes Furtado (foto), de 38 anos, ocorrida ontem (6). Ela estava internada na UTI do Hospital Universitário (HU). Há indícios de que a causa do óbito seria Influenza (gripe) H1N1, mas a unidade médica informou que um laudo definitivo ainda será apresentado para confirmar ou não o fato.

De acordo com Marlene, a assistente social tinha viajado à Paraíba, e ao retornar a Petrolina havia apresentado suspeitas da doença, apresentado uma evolução nas complicações do seu quadro de saúde, o que a levou a ser internada no HU no último dia 28/05.  A secretária ressaltou que todas as medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde, em relação à suspeita de H1N1, foram tomadas neste caso. “Foi realizado no esposo e nos filhos dessa pessoa um antiviral, que é o procedimento preconizado em casos suspeitos”, frisou.

Marlene adiantou que a coleta de material já foi feita para detectar se a paciente morreu por conta de H1N1 ou não. Esse material, segundo ela, foi enviando ao Lacen, no Recife (PE) – laboratório considerado referência em diagnósticos desse tipo. De qualquer maneira, a representante da Secretaria de Saúde cravou: “Não há motivo para pânico”.

3 COMENTÁRIOS

  1. Hoje fui a um posto de saúde no bairrk areia branca para tomar a vacina, entretanto, diferentemente da cidade de juazeiro, eles não dispõe da vacina para o público. Quero saber se a falta foi pontual ou se Petrolina não está disponibilizando a vacinação?

  2. A vacina acabou em praticamente todos os postos e Clínicas particulares. Até ontem, a Clínica Imunize, que fica dentro da Medkids, ao lado Cheiro Mineiro, era a única que ainda tinha. Não sei se tem mais hoje… Eles estavam falando em conseguir mais doses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome