Remanso: Sob pressão da comunidade, vereadores recuam e projeto mantém salários no mesmo valor

0

moradores-camara-de-remanso

A sessão plenária desta terça-feira (8) na Câmara Municipal de Remanso, no norte da Bahia, como acontece desde o começo de outubro, contou com a presença de pelo menos 120 populares, que pressionam Legislativo para que não haja aumento na remuneração do prefeito, vice, secretários e vereadores. E a pressão deu certo.

A Mesa Diretora apresentou um novo projeto, mantendo os valores atuais da remuneração do prefeito, vice e secretários – que são, respectivamente R$ 20 mil, R$ 16 mil e R$ 6 mil (sem mencionar subsídio de vereador. O novo projeto foi encaminhado às comissões e deve ser colocado em votação na próxima semana. Os moradores já prometeram voltar à Casa, para conferir de perto a votação. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome