Relatório de secretário de Saúde de PE tem números positivos quanto a acidentes de moto no Recife e em Caruaru. E Petrolina?

2

iran costa secretario

O secretário de Saúde de Pernambuco, Iran Costa, apresentou na manhã desta quarta-feira (24), durante reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em Brasília (DF), o cenário dos acidentes de moto no Estado e as ações bem-sucedidas do governo Paulo Câmara, que possibilitaram uma redução de 12,3% nos óbitos em 2015.

De acordo com o secretário, em 2015, 32.881 condutores de motos se envolveram em acidentes de trânsito (5,5% a menos que 2014, quando foram registrados 34.794) e 719 vieram a óbito (uma redução de 12,3% em relação a 2014, que apresentou 820 registros). Já a taxa de óbitos de acidentes de moto por 100 mil habitantes também apresentou queda, saindo de 8,8, em 2014, para 7,7 em 2015. Um recuo de 12,9%.

Já no primeiro quadrimestre de 2016, o Estado também registrou uma diminuição no número de motociclistas atendidos em grandes emergências. No Hospital da Restauração (HR), no Recife, de janeiro a abril de 2016, foram 1.043 atendimento contra 1.329 atendimentos no mesmo período de 2015, uma redução de 22%. No Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, foram 798 em 2016 e 1.046 em 2015, uma queda de 22,6%. Tudo muito bom. Falta apenas um detalhe nesse relatório do secretário: Petrolina, a maior cidade do Sertão pernambucano, não foi mencionada. E olhe que por aqui a preocupação das autoridades em relação aos acidentes de motos ainda é grande. Perguntar não ofende: por que a cidade não teve essa estatística mostrada? (foto/divulgação Conass)

2 COMENTÁRIOS

  1. Deve ser algum tipo de piada de mal gosto, algo para querer empurrar este péssimo governador como gestor competente, o que ele não é e já é mais do que provado. Com a disparada no preço dos combustíveis no ano de 2015 muita gente abandonou o transporte próprio para utilizar o transporte coletivo para reduzir gastos, falo isso por que conheço muita gente que teve que deixar carro e moto em casa para utilizar os ônibus. Com isso, menos carros e motos nas ruas. Sazonalidade não deve ser comemorada. Além de ser ruim em contabilidade, já que Paulo Câmara foi secretário da fazenda do governo que fez a dívida pública do estado quase que triplicar em 8 anos, é péssimo em estatística também, pois sequer considerou o maior fator para a queda no número de acidentes de motocicletas, atribuindo a sazonalidade como boa ação de seu seu governo! (risos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome