Reitoria da Univasf manifesta surpresa com anúncio do MEC e garante que não irá de encontro a autoridades sanitárias

2
Campus Sede da Univasf, no Centro de Petrolina. (Foto: Blog do Carlos Britto)

Por meio de nota, a Reitoria da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em Petrolina mostrou-se surpresa com o anúncio feito pelo Ministério da Educação (MEC), determinando para o início de janeiro de 2021 o retorno das aulas presenciais. A instituição sanfranciscana reiterou que, mesmo respeitando as deliberações do Conselho Universitário e da Comissão da Covid-19, não vai afrontar os alertas das autoridades sanitárias em relação à pandemia.

Confiram a nota na íntegra:

Esta Reitoria foi surpreendida com a determinação do Ministério da Educação para que a partir de janeiro de 2021 as atividades letivas realizadas por instituição de educação superior integrante do sistema federal de ensino, a exemplo da UNIVASF, passem a ocorrer de forma presencial.

Do ponto de vista administrativo reconhecemos e ratificamos as deliberações do Conselho Universitário e da Comissão da Covid-19 em atividade na nossa instituição e não pactuaremos com medidas que venham a negligenciar os alertas das autoridades sanitárias nas três esferas de poder ou mesmo aquelas que insinuem uma desqualificação da gravidade da pandemia de Covid-19 nos municípios que sediam nossos campi.

Informamos que esta Reitoria não tomará qualquer decisão de forma unilateral, açodada e antagônica aos princípios que regem a autonomia universitária e, no menor espaço de tempo possível, levará o assunto ao Conselho Universitário para as devidas deliberações, que analisará e decidirá de forma definitiva, enquanto Órgão Colegiado Superior máximo da Univasf.

Univasf/A Reitoria

2 COMENTÁRIOS

  1. Deixe de valentia Magnífico. A esquerda que todo mundo fala mal, já resolveu o problema com uma ADI e o supremo já concedeu medida cautelar, suspendendo o decreto. E mais, o governo perdido já revogou o decreto que já nasceu inconstitucional, uma vez que feria a autonomia universitária. Bolsonaro é aquele tipo de governinho que joga verde para ver se amadurece, se cola. Só que o Brasil não é habitado só por otário. Em síntese, tudo resolvido. O PSB está vigilante quanto a esse governo refém do centrão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome