Reforma no IML de Petrolina é custeada pelos próprios funcionários, segundo Cremepe

9

Silvio Rodrigues CremepeEntidades médicas de Pernambuco (Cremepe e Simepe) irão encaminhar à Secretaria de Defesa Social do Estado um relatório sobre a falta de estrutura do Instituto Médico Legal (IML) de Petrolina. Segundo o presidente do Cremepe, Silvio Rodrigues (foto), o local está sendo ampliado com recursos dos próprios funcionários.

“Existe uma reforma no IML que está sendo feita pelos próprios funcionários. Eles mesmos estão pagando e levantando uma espécie de puxado, sem orientação de especialistas. Não há supervisão de arquiteto ou engenheiro”, denunciou.

Outro problema – identificado durante uma vistoria feita pelas entidades esta semana – é a falta de uma rede de esgoto direcionada exclusivamente aos resíduos do instituto. “O esgoto do IML ainda é jogado diretamente na rede normal. É uma situação precária. O sangue, por exemplo, cai direto na rede”, explicou Silvio.

9 COMENTÁRIOS

    • Eduardo Campos nunca abandonou o Sertão, pois ele nunca cuidou da nossa região, já que não fez nada nesses 8 anos. Abandona quem fez alguma coisa antes, como Dudu não fez, o que deve ser dito é que EDUARDO CAMPOS continua nos humilhando.

  1. o onde esta nossos convernantes que não fez nada para mudar cade os deputados e o resto dos convernantes que não fazem nada só se preocupa que de quatro em quatro ano querem uma nova eleição e só fazem promessas falsa sem comprir nem uma.

  2. A situação do IML de Petrolina é deplorável. O atendimento sempre está comprometido pela demora da chegada dos médicos no local de trabalho, nas duas vezes em que precisei dos serviços do Instituto Médico Legal tive de esperar na recepção por uma hora ou mais simplesmente pq o médico ainda não havia chegado. Já ouvi pessoas reclamando de demoras em liberar corpos por estarem esperando o médico pra fazer a autópsia. Agora também os próprios funcionários têm de gastar do bolso pra construir prédios do órgão e jogam dejectos na rede comum de esgoto?. Vergonha!

  3. Observem o seguinte: “o esgoto do IML é jogado direto na rede normal”. Sabemos que em Petrolina parte do esgoto não é tratado.Isso significa detritos humano caindo diretamente no Rio São Francisco…

  4. Devería apelar para os deputados federais Fernando Filho e Gonzaga fazer alguma coisa, já que em 2012 eles corríam feito loucos pela cidade em busca de votos e se diziam os salvadores da pátria, ou será que eles não tem moral para enfrentar o cacique-Coroné Campos?

  5. Semana passa precisei dos serviços do IML de Petrolina, sofri um acidente de moto, procurei a delegacia no bairro ouro preto para poder prestar queixa do ocorrido, fui encaminhado pela delegacia ao IML para realização dos exames, foi ganhando começou o meu sofrimento, não se encontrava nenhum médico no IML, procurei a recepcionista e fui informado que o médico não se encontrava. Perguntei quando ele chegava, a recepcionista me informou que ele deveria está no plantão, sendo que a escala de trablho era 24 por 72, igualmente a todos os servidores que ali trabalhavam, também fui informado pela mesma que era para ter (dois) médicos por plantão, que está era a escala que o estado desponibilizava para todos e que neste momento não se encontrava nenhum médico. Após espera cerca de 3hs e meia, sem ao menos aparecer nenhum médico plantonista, resolvi falar novamente com a recepcionista, pergunttei se o médico iria aparecer, ele informou que não sabia, que eu aguardasse mais um pouco. Após trinta (30) minutos depois da última vez que perguntei a recepcionista, o médico veio aparecer, foi quando fui atendida e muito mal atendido pelo médico, sendo que o citado médico falava mais ao telefone celular do observa aquela situação que eu ali me encontrava. Perguntei o seu nome, o mesmo me respondeu com tom de desprezo, eu sou dr. Celso, na mesma hora ele voltou a falar ao telefone celular, dizendo: já estou saindo daqui, não vou poder ir, tenho que ao IML Juazeiro, tenho uns exames para realizar por lá, não vai dá pra ir te pegar.

    Sou mais um cidadão brasileiro que pago os meus impostos e mesmo sofrendo um acidente, tive que passar por todo este constrangimento, pelo ‘simples fato de um determinado servidor pública receber o meu dinheiro e nosso dinheiro e mesmo assim não ir tabalhar’.
    Fiquei revoltado com tanta falta de respeito e aquela situação toda que passei ali, um sentimento horrível de impotência, me parecia que estava pedindo um favor aquelas pessoas.
    No plantão aonde deveria ter dois médicos de plantão, não tinha nenhum;
    O plantão segunda a recepcionista era de 24hs para todos servidores, não tinha nenhum médico;
    Esperei cerca de 4hs para ser atendido por um médico que nem chegou direito e já iria atender em outro IML no mesmo dia, que nem olhou a gravidade do meu acidente, fazendo apenas duas pergunta e depois foi embora;
    Total falta de respeito por parte do médico, sendo a sociedade que paga seus salários altíssimos, para o mesmo não parecer e quando aparece não passa (10) minutos naquele local e vai embora atender em outro.
    O outro médico que também deveria está no IML de plantão, nem apareceu por lá, pelo menos o tempo que tive por lá e;
    E não satisfeito, o mesmo médico que mal me atendeu, falou para outro funcionário que ali se encontrava, dizendo, que não voltava mais naquele dia, que a parti daquele horário era outro mádico que assumiria o plantão, ele falou o nome do médico, mas não me recordo agora.
    Governador, MP ou qualquer que seja, tome uma providência, porque tenho quase certeza que não só eu sofri este constrangimento.
    Obrigado Carlos Britto pelo espaço aqui oferecido ai cidadão, para que ele possa no mínimo desabafar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome