Reestruturada, Philarmonica 21 de Setembro inicia nova fase

0

Uma aula inaugural realizada na noite de ontem (29) marcou o início de uma nova fase da Philarmonica 21 de Setembro, em Petrolina. Isso porque a prefeitura, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, firmou um acordo de cooperação técnica com a Fundação Nilo Coelho, garantido a reestruturação e ampliação do número de músicos da banda.

Em sua nova etapa, uma da mais antigas expressões culturais de Petrolina ganha evidência com seu corpo musical, que antes era composto por 14 integrantes, e agora passa a contar com cerca de 60 – entre técnicos e músicos.

O evento contou com a presença da gestora da Fundação Nilo Coelho, Professora Beatriz Coelho, além dos novos membros da equipe e do maestro Hélio Lima, que comemorou a conquista. Segundo ele, a nova composição abre portas para a descoberta de talentos.

Os novos membros da Philarmonica 21 de Setembro foram selecionados na última semana, após um processo seletivo realizado pela Fundação Nilo Coelho. Outra novidade desta nova fase é o retorno do maestro Fernando Rêgo, o qual dirigiu a Philarmonica por mais de 17 anos. Agora ele volta às fileiras da banda como clarinetista.

História

Fundada em 1910 por Juvêncio Rodrigues Coelho, a Philarmonica 21 de Setembro foi regida inicialmente pelo maestro Ciciliano Carvalho e contou com a colaboração de figuras ilustres como a petrolinense, Adelaide Ribeiro, o literato Cid Carvalho, entre outros. Atualmente a orquestra está sob a regência do maestro Hélio Lima. Os ensaios acontecem de segunda a quinta-feira a partir das 19h, no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, área central de Petrolina. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome