Redução de casos da dengue em Petrolina supera média nacional

por Carlos Britto // 24 de junho de 2009 às 17:41

dengue-aedes3Recentemente o Ministério da Saúde divulgou números animadores sobre o combate à dengue no país. O número de casos, segundo os dados oficiais, caiu 50% em relação a 2008.  Nesse contexto, Petrolina conseguiu um desempenho ainda mais arrasador: ficou acima da média nacional, ao reduzir em 85,70% os casos de dengue no município.

O trabalho das equipes epidemiológicas realmente impressiona. Só para se ter uma ideia, os casos de dengue clássica registrados de 1º de janeiro a 20 de junho, em 2008, foram de 1.479, contra 210 no mesmo período esse ano.

Dos 102 exames sorológicos realizados pela secretaria em 2009, 42 deram positivos para a dengue e 60 foram negativos.

Redução de casos da dengue em Petrolina supera média nacional

  1. Fernando disse:

    Ninguém comenta. Cadê a turma do quanto pior melhor!!!!

  2. O falador disse:

    Prezado amigo Fernando não sou da turma do contra mas por ser da área não pude deixar de comentar, a dengue é uma doença transmitida por um mosquito e vem ao longo do tempo comportando-se de maneira cíclica e endemica em nosso país em diversas localidades, inclusive aqui, da seguinte forma: oscilando com épocas de maior infestação em relação a outras sem que isso signifique que esta sendo melhor tratada pelas autoridades sanitárias, por isso amigo prepare-se para os próximos anos pois teremos muito com que nos preocupar. PS descupe-me se cortei o seu barato.

  3. Fernando disse:

    Falador. As regiões são divididas de duas formas quanto ao desenvolvimento de doenças. Epidêmicas – quando possuem características propícias ao desenvolvimento da doença – e edêmicas, quando não apresentam essas características, que são clima etc… Petrolina está fora do foco da dengue, por isso é uma cidade que se vier a ser constatado um grande número de casos é tratado como edemia. O período mais propício é o das chuvas… que infelizmente, posso dizer assim no geral para nossa região, já passou. Não entendi por que essa sua anunciação apocalíptica… e nem porque tanta alegria em anunciar. Será que ser contra o prefeito inclui inclusive torcer por uma edemia de dengue em Petrolina…. não entendi!!! explica melhor. Se você não sabe explicar com palavras pode desenhar… de qualquer forma que vc explicar eu vou entender. Abraço.. a ainda faltam três anos e meio para o grande projeto de Júlio Lóssio revolucionar Petrolina.

  4. O falador disse:

    Senhor Fernando já disse no comentário anterior que não tenho posição político partidária, meu comentário foi puramente técnico todos da área sabem que tal enfermidade apresenta em nossa região uma característica de variação anual no número de casos ou seja em determinado ano existe um numero maior que será menor no ano seguinte em função da própria característica da transmição e não em função das tímidas medidas tomadas por essa gestão. Apesar da sua insana e declarada preferência por esse grupo político que desonrrou toda classe médica dessa cidade espero ter sido claro. PS: Nunca fui bom com desenho, abraço.

  5. Carlos MANSUR disse:

    Caros amigos:
    Aredução dos casos dew dengue em Petrolina deve ser contabilizada a ação da vigilancia epidemiologica que tem a frente um grande proficional: Chiquinho…sabiamente escolhido pelo Prefeito Julio Lossio. Alem disso a limpesa dos canais realizada pela prefeitura em janeiro foi fundamental na redução.Comparando aos indices de Juazeiro petrolina saiu-se bem melhor.

  6. Irmão Disney disse:

    Parabenizo a toda a equipe epidemiológica pelo esforço, empenho, compromisso, e vontade de querer fazer. Como resultado dessa combinação, os números falam mais que as palavras. Deus os recompensem com bençãos dos céus!

  7. kaline disse:

    site para fazer escrições da prova da dengue
    o assunto da prova da dengue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *