Produção da Codevasf alcança R$ 1,72 bi em 2013

0

codevasfA Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf) na bacia hidrográfica do rio São Francisco, possuí 26 perímetros irrigados que alcançaram R$ 1,72 bilhão em valor bruto de produção (VBP) em 2013 – um crescimento real de 14% em relação a 2012, quando o VBP registrado foi de R$ 1,5 bilhão.

Os dados integram o balanço de produção de 2013 que acaba de ser concluído pela diretoria de irrigação da Companhia. De acordo com o balanço, o valor bruto da produção de caráter familiar dos perímetros corresponde a 42% desse resultado.

“Esse aumento de produção deve-se a um conjunto de fatores relacionados aos investimentos que estão sendo feitos e também ao expertise dos produtores. Com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a Codevasf tem investido firmemente nos perímetros, tanto em recuperação e modernização de infraestrutura quanto em assistência técnica”, explica o diretor de irrigação da Codevasf, José Solon de Oliveira Braga Filho. Em 2013, os investimentos somaram R$ 110 milhões; outros R$ 97,3 milhões serão aplicados nos perímetros até o fim de 2014.

Quanto aos empregos diretos e indiretos mantidos em torno da produção dos perímetros, o aumento registrado foi de 7,5%. A Companhia estima em 91 mil o número de empregos diretos mantidos nas áreas irrigadas em 2013, e em 136 mil o de empregos indiretos; em 2012, esses números foram respectivamente 84,6 e 126,9 mil.

O produtor Onailton Barbosa da Silva cultiva banana e goiaba em seis hectares do perímetro Salitre, localizado em Juazeiro (BA). “Na última safra de goiaba colhemos três mil caixas, de 27 kg cada – foram mais de 80 toneladas. A próxima colheita deve acontecer em meados de junho e temos expectativas de superar o último resultado, porque sempre aperfeiçoamos alguma coisa”, afirma Silva, que é casado e pai de dois filhos.

A Codevasf coordena e mantém a infraestrutura de uso comum dos sistemas de irrigação e provê assistência técnica e treinamento aos produtores, além de ceder estrategicamente máquinas e implementos que impulsionam o desenvolvimento das áreas irrigadas.

(fonte: Ascom/ Codevasf)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome