Presentes do Dia dos Namorados acumulam inflação de 5%

por Carlos Britto // 12 de junho de 2009 às 10:15

Até este mês, a inflação média para presentes relacionados ao Dia dos Namorados acumulou alta de 5,01%, informa a Fundação Getúlio Vargas.

Em levantamento sobre o tema, feito com base em pesquisa de preços de 12 produtos e serviços mais procurados, a fundação apurou que cintos e bolsas foram os produtos que apresentaram o maior acúmulo de variação de preços no mesmo período: 13,75%. Seguido por hotel/motel (12,26%) e joias e bijuterias (11,62%).

Da lista, seis apresentaram taxas de inflação acumuladas acima da inflação média no período. Além dos já citados, também apresentaram inflação acima da média, restaurantes (8,25%), bombons (7,88%) e cinema (8,21%).

As informações são da Coluna Infoinveste

  1. Roberto Guedes disse:

    Os mais caros presentes são pras namoradas e amantes do médicos, pois com o pequeno aumento de quase 100% no valor de plantão dado pela prefeitura, eles tão esbanjando dinheiro e estravazando nas compras… o próximo passo eles devem pedir um hospital para eles…

  2. João Vitor disse:

    Eu juro que matava quem inventou essa data de dia dos namorados, é so pra gastar nosso dinheiro, ja nao basta aniversários de namoro e a propio aniversário ainda tem que comemorar isso também!

    PELO AMOR DE DEUS!

  3. Feeling disse:

    A história surgiu na Grécia e dispensa detalhes… os americanos foram os grandes idealizadores dos presentes assim como fizeram inventando a historinha do Papai Noel… espero que não tenha ninguém que acredite nele por aqui. A data real é 15 de Novembro mas um brasileiro sem muita esperança de vida eu creio, resolveu trazer a idéia para o Brasil no seu auge de sabedoria e o pior ainda copiou errado já que mudou a data para a mesma se aproximar das festas juninas e movimentar ainda mais o Comércio!

  4. joão Vitor disse:

    Desculpa ai Carlos Britto, mas esse sujeito que inventou isso é tremendo FDP!

  5. mara disse:

    ah, eu queria um namorado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *