Preparado para encarar primeiro mandato, Antônio faz ressalvas à atuação de parlamentares de Petrolina e promete ser voz firme na Alepe

0
Foto: Gabriel Siqueira/Blog do Carlos Britto

No desafio do primeiro mandato para a próxima legislatura da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado estadual eleito Antônio Coelho (DEM) afinou a língua em relação aos demais parlamentares que representam Petrolina na Casa de Joaquim Nabuco. Durante confraternização com a imprensa, no último sábado (22), Antônio lamentou que os únicos recursos para o município chegaram das lideranças em Brasília (DF), citando especialmente seu irmão, deputado federal Fernando Filho (DEM), também presente ao encontro.

“Acredito que nossos deputados na Assembleia poderiam ter feito mais”, declarou Antônio, acrescentando que será uma voz firme na Alepe. Um exemplo mencionado por ele foi a extinção da Delegacia Anticorrupção, projeto do governador Paulo Câmara (PSB) que teve apoio de Lucas Ramos (PSB) e Odacy Amorim (PT).

O filho mais novo do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) ingressará na Alepe numa situação oposta como começaram seu pai  e seu irmão, atual prefeito Miguel Coelho: ele será oposição a Paulo Câmara. Questionado sobre esse detalhe, Antônio disse que o gestor tem seu respeito e espera que consiga fazer um segundo mandato melhor do que o primeiro. Mas afirmou enxergar muitas promessas que ainda não saíram do papel.

Ele vai ter minha ajuda para fazer, por exemplo, o Hospital da Mulher, ou trazer o Porto Digital, coisas que ele mesmo prometeu trazer para Petrolina. Agora, se ele continuar com essa conduta de ficar esquecendo a nossa região, se a Compesa continuar tratando a população com essa truculência, se a Delegacia da Mulher 24 horas não chegar de forma rápida, eu vou ser uma oposição muito firme. Minha bandeira é a bandeira do Sertão”, declarou. Antônio reforçou ainda que irá lutar por recursos para a Casa de Partos de Petrolina, outra bandeira de sua campanha este ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome