Prejuízo de estatais soma R$ 74 milhões na Bahia

por Carlos Britto // 21 de junho de 2009 às 17:54

ebdaO Estado da Bahia contabilizou um prejuízo de R$ 74 milhões em 2008 com o conjunto de suas empresas públicas. O levantamento feito nos balanços financeiros de 2008 e em demonstrativos da Secretaria da Fazenda do Estado apontou que sete das 13 empresas analisadas tiveram desempenho negativo.

Para esse resultado, pesou principalmente o prejuízo de R$ 144 milhões da Embasa, após pelo menos cinco anos de lucros. Apesar de o governo Jaques Wagner ter saído de um saldo positivo de R$ 42 milhões em 2007, há um histórico de déficit em muitas empresas. Em 2006, término do governo Paulo Souto, o saldo negativo foi de R$ 180 milhões. Para manter as estruturas, os recursos do Tesouro estadual, que poderiam ser investidos em educação, saúde e segurança, são direcionados para as empresas.

Os problemas vão além da questão meramente financeira. Pareceres, tanto do Tribunal de Contas do Estado (TCE) quanto de auditores independentes, apontam problemas de gestão, entre os quais a falta de planejamento, contratações irregulares e gastos sem controle. A Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) – que o governo Wagner pensou em extinguir durante a transição -, e a Empresa de Turismo da Bahia (Bahiatursa) estão entre as que apresentam um acúmulo de prejuízos ao longo dos anos. A EBDA acumulou R$ 190,5 milhões e a Bahiatursa R$ 396 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *