Prefeitura envia nota em resposta ao blog

por Carlos Britto // 01 de abril de 2009 às 10:13

Caro Carlos Britto.

Tendo em vista a publicação do comentário acerca dos transtornos com as filas em frente ao prédio da SEDEST, escrito pela internauta Andréia e comentado por você no Blog do Carlos Britto, nesta terça-feira, dia 31, gostaríamos de esclarecer alguns pontos:

Buscando justamente evitar filas em frente ao prédio e desconfortos no atendimento, a SEDEST estabeleceu um período de 16 dias (entre 16 a 31 de março), para a realização do recadastramento do Programa Bolsa Família.

Durante os 14 primeiros dias do recadastramento, o movimento na Secretaria foi considerado mediano.

As pessoas, tanto da sede como do interior do município, foram atendidas com agilidade.
O mesmo infelizmente não aconteceu faltando dois dias para o fim do prazo do recadastramento (dias 30 e 31), quando muita gente deixou para a última hora, e com o aumento na procura, as grandes filas foram inevitáveis.

Para minimizar o problema, a SEDEST estendeu o atendimento no dia 31, que vinha sendo feito apenas no turno da manhã, e recebeu as pessoas durante toda à tarde.

A Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Tereza Virginia Carvalho lamenta os problemas gerados com as filas e coloca-se à disposição da população petrolinense para a construção conjunta de uma nova Petrolina.

ASCOM/PMP

Prefeitura envia nota em resposta ao blog

  1. David nomero De Macedo disse:

    TODOS NÓS SABEMOS QUE BRASILEIRO GOSTA DE FILAS, SEMPRE DEICHANDO PARA ULTIMA HORA, POR ISSO AS FILAS.

  2. Maria Eugênia disse:

    A VISÃO ELITISTA DESSE PREFEITO E EQUIPE É IMPRESSIONANTE. IMAGINA ENCURTAR O PRAZO DE CADASTRAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA PARA NÃO EXPOR FILAS. MINHA CARA SECREATÁRIA O CADASTRAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA DEVE SER DIÁRIO. CADA VEZ QUE O USUÁRIO PROCURAR O SERVIÇO. É CLARO QUE SE OS SERVIÇOS PÚBLICOS SÃO OPFERTADOS DE FORMA EFICAZ, AS FILAS DIMINUEM. O ATENDIMENTO ÀS FAMÍLIAS PODEM SER “IN LOCO”, ATRAVÉS DOS CENTRO DE REFERÊNCIAS. É MAIS CÔMODO PRA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA QUE NÃO TEM MUITOS RECURSOS PRA SE DESLOCAR AO CENTRO.
    COMO DISSE A JORNALISTA MARIZA GIBSON. O NOVO GESTOR PRECISA SE ENCONTRAR. MOSTRAR A QUE VEIO E NÃO FICAR COM ESSE SLOGAN RIDÍCULO DA “NOVA PETROLINA”, ACORDA….ESQUECE A CAMPANHA. É HORA DE AÇÃO DE TRABALHO…É TRISTE QUANDO FINALMENTE A POPULAÇÃO DIZ: “AGORA FINALMENTE NÃO TERÁ UM COELHO NA PREFEITURA” AGORA O NEGÓCIO VAI….QUE FRUSTRAÇÃO….SAUDADES DE FBC…. É COM ISSO QUE COMEÇA A CRESCER RUMORES DE FERNANDINHO 2012….PODE SER QUE ATÉ LÁ ESSE PREFEITO DE UM MANDATO SÓ ACORDE….”NOVA PETROLINA”

  3. Opara disse:

    Maria Eugênia… desce do palanque… só se a Prefeitura estivesse nadando em dinheiro é que toda essa sua utopia poderia ser praticável. Cronograma é importante sim… trata-se de planejamento. O prazo é que deve ser discutível, se era suficiente ou não. Todos nós reclamamos do inchaço da prefeitura com pessoal. Fazer o que vc pede é inchar ainda mais a Prefeitura.

  4. Maria Eugênia disse:

    Desculpe Oprara, mas to falando com propriedade. Quando as pessoas nao conhece a máquina do serviço público, fica um pouco difícil. Olha quando eu falei dos Centro de referência, não sei se vc já ouviu falar em CRAS. E o mesmo que um posto de Saúde na área Social. Ele tem uma estrutura de pessoal. Imagina se toda demanda dos postos de Saúde viesse para uma unidade de Saúde no centro, teríamos filas quilométricas….O que falei é perfeitamente aplicável, com o mesmo número de servidores, apenas otimizando e com uma gestão voltada para o social, que priorize o seu público. Nenhuma novidade, portanto.

  5. Maria Eugênia disse:

    Quer saber mais. Não vou mais dar diga a esse governo incompetente, que fica jogando pra o marketing, trazendo pessoas de Bogotá pra falar da violência. Se tão falando de economia de pessoal para atender a população carente. Imagina quanto custou trazer essa pessoa de Bogotá, pra dar uma palestra sobre violência. ACORDA PETROLINA….

  6. Maria Eugênia disse:

    Desculpem, dica. (não diga)

  7. Eu acho disse:

    Eu acho que o governo municipal deveria trazer um marciano pra falar sobre trânsito intergaláctico e contribuir com a questão polemica do moto-taxi.

  8. Flávio Mello disse:

    É uma pena que as pessoas que sofrem na fila por causa da incompetência do poder público, não botam a boca no trombone. É um desrespeito para com nosso povo humilde, que precisa de atenção. Não é assim que se constroi a nova Petrolina. Não sei qual é essa nova Petrolina….

  9. curioso disse:

    Sera que ainda vâo construir esta nova cidade?
    pra que lado seria,? direção á recife, ou indo para o piaui?
    será que teria prefeito, ?
    pq esse ainda não disse para que veio….
    tbm mal assessorado!
    sabe petrolina dos cançaõ ? os matadores……kkkkk
    o júlio lossio pensou de querer brincar de prefeito, se deu mal…Petrolina é uma cidade grande! não é jardins do ceará….
    concordo com maria eugenia, e essa Tereza secretaria mal fala com o povo, mesmo sendo de origem Humilde, pobre , fica vomitando pose no povo….
    já ví atitudes assim dela…..vixe …bixinho… botem o pe no chão turma, vcs passam e a cidade fica

  10. Pedra Linda disse:

    Sr. Opara, você não entendeu a argumentação da Maria Eugênia. Descentralizar serviços não tem nada haver com inchaço do quadro de pessoal. O recadastramento do Bolsa família pelo que sei é anual, custaria a Prefeitura deslocar servidores de outras áreas para atender a população.

  11. Opara disse:

    Sei o que estou falando. Na teoria é muito simples. A pratica mostra que não. Não vou discutir. Em todo lugar é do mesmo jeito. Foi desse no governo de Odacy. É assim, no Recife, na administração do PT. E olha que lá chega muito dinheiro federal e estadual. Então… críticos destrutivos da administração pública, vamos lembrar que as eleições já passaram. Também sou contra o desperdício de dinheiro que a Prefeitura praticou em chamando um colombiano para dar palestra. O dinheiro público deve ser aplicado de forma objetiva.

  12. lima disse:

    Será que em nosso País não tem nem uma pessoa capaz de dar uma palestra sobre violência? Ou será que só os de fora sabem?

  13. Marta Maria Menezes disse:

    Prezados,

    O Secretário Murilo disse ser muito amigo do Hugo Acero e vamos concordar que o homem é altamente competente no que fez e faz e o Sec. Murilo disse que ele veio ficar até quinta feira em nossa cidade sem ònus nenhum para o Município e sim por amizade mesmo ao secretário.

  14. Pedra Linda disse:

    O tópico acima é referente recadastramento de bolsa família, a turma acima está misturando tudo. Palestra sobre violência? dinheiro federal e estadual? desperdício de dinheiro? aplicação do dinheiro público? o tópico em questão fala apenas da falta de organização de um simples recadastramento.

  15. epaminondas disse:

    esse povo de julio so gostava de fila na eleiçao.e o povo votando nelles. voces vao ver na proxima.tem fila pra falar ate com toletino.pra falar com julio so daqui a 45 dias….pois eu vou demorar 45 dias pra atender voces na proxima campanha.

  16. Andrea disse:

    Cheguei da Faculdade às 22h, e mais pessoas estavam dormindo em frente ao SEDESC.Conversei com elas. As mesmas disseram que estavam ali para fazer um RECADASTRAMENTO, de um benefício que NUNCA receberam.Como assim?Mas é verdade. Uma das senhoras falou que há 3 anos tenta receber e que é em vão.Qual será o critério? Porque elas nao recebem, se são desempregadas, ou fazem “bicos”.?Ela não consegue entender porque não é aprovada, já que não tem renda.E sugeriu(ACHEI ÓTIMO! Maria Eugenia já tinha sugerido no comentario acima) que os recadastramentos sejam feitos nas escolas, e explicarm porque: Porque assim eles nao tem que sair das suasa casas para dormirem na rua, já que nao tem meios de transporte que os tragam aqui para o centro no horário adequado, e é por isso que elas precisam se submeterem a essa humilhação. E NINGUEM CONSEGUE EXPLICAR A ESSAS PESSOAS PORQUE SEUS CADASTROS SAO REPROVADOS.NINGUÈMMMM!

  17. renato disse:

    MAIS VERGONHOSO DO QUE PEGAR FILAS ENORMES, É O POVO SE SUBMETER A ESSA ESMOLA QUE O GOVERNO INSISTE EM DAR PARA O POVO, AO INVÉS DE CRIAR MAIS OPORTUNIDADES DE EMPREGO E INVESTIR NA EDUCAÇÃO E CAPACITAÇÃO DOS JOVENS. O QUE ESTAMOS ASSISTINDO INERTES , É A BANALIZAÇÃO DO SER HUMANO, ONDE O MESMO, MAIS CEDO OU MAS TARDE, VAI SE SENTIR INCAPAZ DE DESENVOLVER QUALQUER ATIVIDADE LABORATIVA, DINHEIRO FÁCIL NÃO É BOM, QUE O GOVERNDO DÊ A VARA PARA PESCAR E NÃO O PEIXE. “O TRABALHO DIGNIFICA O HOMEM” ISSO É ANTIGO MAS ESTÁ SEMPRE ATUALIZADO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *