Para alertar sobre distanciamento social, prefeitura aborda mais de 5.600 idosos nas ruas de Petrolina

1

Os idosos são considerados grupos de risco da covid-19 , por isto, desde o primeiro decreto emergencial publicado pela Prefeitura de Petrolina, há mais de 2 meses, foram implementadas políticas de proteção e cuidado voltadas para este público. Desde então, a equipe do Centro de Atenção à Pessoa Idosa (CAPI) está fazendo busca ativa nas ruas do município, bancos e nas feiras livres, com objetivo de orientar aos que insistem em sair de casa. Nesse período, 5.667 foram orientados sobre a recomendação de ficar em casa e as medidas de prevenção ao novo coronavírus.

A abordagem tem se mostrado eficiente para convencer os idosos, entretanto o número dos que insistem em descumprir a orientação ainda preocupa o poder público municipal. No primeiro mês, as equipes conversaram com 3.047 que estavam circulando pela cidade, já no segundo foram encontrados 2.620 idosos, que receberam as devidas orientações.

A equipe do CAPI também faz o monitoramento por telefone do público acompanhado nos Centros de Convivência do Idoso (CCI) do município, que tiveram as atividades suspensas para preservar a saúde dos assistidos. Diariamente, são feitas ligações para saber como eles estão e reforçar as orientações. O balanço desses dois meses é de 975 chamadas.

Insegurança alimentar

Outra medida precisou ser adotada foi a entrega de kits alimentares mensais aos idosos em situação de insegurança alimentar que dependiam das refeições fornecidas no CCI de referência, 94 pessoas foram beneficiadas. Todas as políticas de assistência à pessoa idosa terão continuidade enquanto estiverem em vigência os decretos emergenciais de prevenção ao coronavírus.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome